PUBLICIDADE

Nova tecnologia transforma língua Libras em sons

Startup alagoana Hand Talk investe em tecnologia para transformar os sinais em língua falada.

1 nov 2021 06h30
ver comentários
Publicidade
CEO da Hand Talk, Ronaldo Tenório promete manter um app sempre gratuito
CEO da Hand Talk, Ronaldo Tenório promete manter um app sempre gratuito
Foto: Arquivo Pessoal / LinkedIn

Com a Inteligência Artificial (IA), os intérpretes virtuais 3D já conseguem traduzir automaticamente textos e áudios em português e inglês para a Língua Brasileira de Sinais (Libras) e a American Sign Language (ASL). Agora, uma startup alagoana desenvolveu o caminho inverso: transformar os sinais em língua falada.

Mais de 10 milhões de brasileiros têm deficiência auditiva, segundo pesquisa do Instituto Locomotiva e da Semana da Acessibilidade Surda. A falta de acessibilidade gera grandes barreiras para essa parcela da população: apenas 7% dos surdos têm ensino superior completo e só 15% frequentaram o ensino médio. Dentro de casa, muitos surdos têm dificuldade de se comunicar com a família.

“Nós temos o compromisso de ter um app gratuito. O surdo sempre terá acesso a qualquer ferramenta (que desenvolvermos). O que nos permite crescer, pagar as contas e continuar escalando são as empresas que querem ser acessíveis. Foi somente com o lançamento do plugin para sites que a gente monetizou”, disse o CEO e cofundador da Hand Talk, Ronaldo Tenório.

Atualmente, cerca de 600 companhias utilizam o plugin da empresa para traduzir seus sites em Libras. De um lado existem organizações, que querem ser mais acessíveis e “bancam” a startup ao pagar pela assinatura do plugin. Do outro, existem os voluntários ao redor do mundo que inserem traduções de sinais em suas línguas no Hand Talk Community.

Fonte: Equipe portal
Publicidade
Publicidade