PUBLICIDADE

Jeff Bezos planeja construir sua própria estação espacial

Segundo a Blue Origin, o empreendimento deve começar a operar ainda essa década

26 out 2021 23h04
ver comentários
Publicidade

A Blue Origin, empreendimento espacial de Jeff Bezos, tem planos de construir sua própria estação espacial. A Orbital Reef, como deverá ser batizada, terá capacidade para até 10 pessoas (um volume interno quase tão grande quanto o da Estação Espacial Internacional, a ISS) e planos de começar a operar ainda na segunda metade dessa década.

Segundo comunicado da empresa, a ideia é que esse seja um "parque empresarial de uso misto" no espaço, com portos e ancoradouros para naves espaciais visitantes e módulos, juntamente com vários serviços e comodidades. Com uma "arquitetura de sistema aberto", o intuito é que as instalações possam receber, entre os seus possíveis usuários, agências espaciais, empresas de mídia e viagens, empresários e investidores, empresas de tecnologia e muito mais. De acordo com a Blue Origin, eles pretendem que a plataforma ofereça serviços que incluam transporte, locação de espaço, assistência tecnológica com hardware e serviços de robótica.

"Como o principal destino comercial em órbita baixa da Terra, Orbital Reef fornecerá a infraestrutura essencial necessária para escalar a atividade econômica e abrir novos mercados no espaço", afirmou a Blue Origin em um comunicado à imprensa. O trabalho está sendo feito em parceria com a empresa de voos espaciais Sierra Space, subsidiária da Sierra Nevada Corporation. Outros apoiadores são a Boeing, a Redwire Space, a Genesis Engineering Solutions e a Universidade Estadual do Arizona.

Anteriormente, a Blue Origin havia dado indícios sobre a possibilidade de construir a própria estação espacial. A NASA já oferece incentivos de apoio a esses projetos, como o Commercial Low Earth Orbit (LEO) Development. O objetivo é impulsionar o desenvolvimento de estações espaciais privadas que a NASA poderá vir a usar um dia. O programa é um passo rumo a eliminar a ISS, administrada por governos, e fazer a transição para o uso de estações espaciais comerciais. A ISS está programada para funcionar até 2024, com planos de extensão do programa até 2028.

A Blue Origin esperava ganhar um contrato com a NASA para desenvolver o Blue Moon, módulo programado para levar humanos à superfície lunar, mas perdeu para a rival SpaceX, de Elon Musk. Em resposta, a Blue Origin entrou com uma ação no Tribunal de Reclamações Federais dos EUA em uma tentativa de receber financiamento da NASA para o projeto.

Atualmente, o empreendimento de Jeff Bezos lida com os seus próprios problemas internos. Recentemente, funcionários disseram que a empresa tem ambiente "tóxico e machista", segundo denúncia de más condições de trabalho de um grupo de 21 funcionários e ex-funcionários.

Estadão
Publicidade
Publicidade