1 evento ao vivo

Após boom inicial, usuários começam a abandonar Pinterest

23 abr 2012
17h03

Em fevereiro, a comScore revelou estatísticas de que o Pinterest, a rede social de murais de fotos, atingira 10 milhões de usuários mais rápido do que qualquer outro site na história da internet. Mas o momento "hype" do Pinterest pode estar passando, segundo o TechCrunch, e um dos motivos para o menor engajamento dos usuários pode ser o novo design da rede, anunciado em 16 de março.

Veja na aba desta matéria a galeria com as 15 fotos mais populares da rede
Veja na aba desta matéria a galeria com as 15 fotos mais populares da rede
Foto: pinterest.com/emily_clawson / Reprodução

De acordo com o AppData, que rastreia aplicativos do Facebook, o número de usuários que conectavam à rede de imagens pela rede de Zuckerberg caiu de 12,2 milhões há cerca de 30 dias para 8,3 milhões, até 21 de abril. Além disso, o número de usuários diários teria baixado de 1,1 milhão para 930 mil.

Outras fontes também apontam que o crescimento da rede começa a diminuir. O App Annie, que acompanha o número de downloads de aplicativos, mostrou que o app do Pinterest tem caído no ranking dos mais baixados dos Estados Unidos. A Compete, que observa números de usuários únicos, também indica queda em relação aos 18 milhões de visitantes únicos de março. E o Google Trends, que aponta os termos mais buscados, registra que menos pessoas estão pesquisando pela palavra "Pinterest".

Cada estatística tem um ponto cego. O AppData só considera usuários que fazem login usando a conta do Facebook - é possível usar Twitter ou ter uma conta independente do próprio Pinterest. O Compete não é tão preciso com números brutos, e o Google Trends indica a pesquisa pelo nome da rede social, não exatamente quantos usuários a estão usando.

Mas, juntos, o TechCrunch acredita que os dados indicam como o Pinterest está esfriando. Em primeiro lugar, argumenta o site especializado, o novo desenho da rede social não agradou os usuários. Depois, um update do aplicativo para iPhone teria deixado usuários por três dias sem conseguir fazer login, o que também teria causado impacto nos números. Outro fator seria que as mulheres acima de 36 anos, que compõem a maior parte dos usuários, podem estar abandonando o serviço por causa das questões de spam e direitos de imagem.

Por outro lado, os números de agora poderiam expressar a real quantidade de usuários ativos, uma vez que é possível que as taxas enormes de crescimento dos primeiros do ano fossem reflexo da extensa cobertura midiática que o Pinterest recebeu. Os curiosos que se registraram para conhecer a rede poderiam ter se desinteressado, deixando para as estatísticas atuais apenas os que realmente usam o site.

Fonte: Terra
publicidade