10 eventos ao vivo

Instagram vai exigir que influenciadores identifiquem conteúdos pagos no Reino Unido

Influenciadores do Reino Unido deverão deixar claro na publicação que o conteúdo foi pago; empresa vai utilizar algoritmos para garantir o cumprimento da regra

16 out 2020
12h23
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

No Reino Unido, o Instagram vai exigir que influenciadores deixem claro para seus seguidores quando receberem por um anúncio. A medida foi anunciada pela Agência de Marketing e Competição do Reino Unido (CMA, na sigla em inglês) nesta sexta-feira, 16, e é uma resposta à pressão de reguladores britâncicos. Por enquanto, a exigência não se estende a outros países, como o Brasil, por exemplo.

Segundo os reguladores, mesmo com algumas configurações já existentes na plataforma — como a possibilidade de acrescentar uma etiqueta indicando conteúdo patrocinado — ainda é difícil saber exatamente em quais publicações influenciadores estão recebendo pelo conteúdo na rede social.

"Por muito tempo, as principais plataformas evitaram assumir a responsabilidade por anúncios ocultos em seus sites", disse a presidente da CMA, Andrea Coscelli, em um comunicado. "Portanto, esse compromisso de lidar com anúncios ocultos e revisar a forma como as pessoas postam no Instagram, tornando difícil para os usuários ignorar a lei, é um passo bem-vindo".

O Instagram também vai agir com medidas na rede social para coibir esse tipo de comportamento — além de advertir os influenciadores. De acordo com o CMA, algoritmos serão utilizados para tentar filtrar possíveis conteúdos que não deixarem explícitos que são pagos. Caso sejam identificados, a publicidade pode ser removida da rede social e os autores, notificados.

Além disso, a plataforma vai adicionar uma etapa na publicação que pergunta se determinado conteúdo foi pago. A opção de etiqueta de postagem patrocinada também vai estar disponível para todos os usuários.

"Essas mudanças significam que não haverá desculpa para as empresas ignorarem como suas marcas estão sendo anunciadas —tornando a vida muito mais difícil para aqueles que não são abertos e honestos com seus seguidores", disse Coscelli.

Veja também:

Veja como funciona a Bixby, assistente de voz da Samsung
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade