1 evento ao vivo

Covid-19: Serviços de streaming diminuem qualidade de vídeo

Empresas que distribuem séries e filmes em transmissões on demand diminuem qualidade de seus vídeos para evitar colapso da internet

26 mar 2020
08h00
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A orientação de isolamento social, que foi adotada como política de saúde pública por diversos países, deve impactar os serviços de streaming, como Netflix, Amazon Prime Video, Apple TV+. Isso porque, sem eventos culturais e esportivos, e com muitas pessoas em casa ao mesmo tempo, as plataformas têm sido uma das opções de entretenimento mais escolhidas dentro das quarentenas.

Com a perspectiva de milhões de pessoas acessando simultaneamente essas plataformas nas próximas semanas, muitas das empresas que oferecem esse serviço têm tomado atitudes preventivas, na intenção de evitar o sobrecarregamento dos provedores de internet. Na última semana, parte das companhias comunicaram que diminuirão a qualidade dos vídeos em suas transmissões para que, assim, o aumento do tráfego não comprometa os servidores.

Empresas que distribuem séries e filmes em transmissões on demand diminuem qualidade de seus vídeos para evitar colapso da internet
Empresas que distribuem séries e filmes em transmissões on demand diminuem qualidade de seus vídeos para evitar colapso da internet
Foto: Unsplash

Por enquanto, esse tipo de medida terá atuação apenas na Europa. Isso porque a prerrogativa de diminuir a qualidade da transmissão para evitar congestionamento da internet foi um pedido de Thierry Breton, comissário de Indústria da União Europeia, conforme foi noticiado pela agência Reuters na semana passada

No velho continente, Netflix, Amazon Prime Video, Apple TV+, Facebook e YouTube já anunciaram que seguirão o pedido de Breton. Com previsão de ser lançado na França no dia 04 de abril deste ano, o Disney+ deve ir ao ar já dentro das regras solicitadas pela União Europeia, com menor qualidade na transmissão de seus vídeos.

Para o Brasil, apenas três empresas anunciaram medidas. A primeira a comunicar mudança na qualidade de suas transmissões foi a Rede Globo. No último domingo (22), o conglomerado afirmou que o Globoplay não terá mais as opções 4K e Full HD por tempo intedeterminado. Na mesma linha de raciocínio, o Facebook, incluindo a rede social Instagram, e a Netflix também apresentaram seus planos de contingência para diminuir a sobrecarga sobre as redes da internet brasileira.

 

Veja também:

TikTok se aproxima da Oracle para permanecer nos EUA
Fonte: Equipe portal
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade