2 eventos ao vivo

Google vai restringir anúncios que podem monitorar mensagens de usuários

10 jul 2020
14h54
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O Google anunciou que mudará suas políticas para restringir spyware e malware que pode ser usado para monitorar mensagens, chamadas telefônicas ou histórico de navegação dos usuários.

Logotipo do Google. 20/1/2020. REUTERS/Arnd Wiegmann
Logotipo do Google. 20/1/2020. REUTERS/Arnd Wiegmann
Foto: Reuters

A nova política, que deve entrar em vigor globalmente em 11 de agosto, não permitirá que anunciantes promovam produtos que são feitos com objetivo de rastrear as atividades dos usuários sem autorização, informou a empresa em seu website.

O Google também pediu aos usuários que revisem essa política e avisou que as entidades que violarem essas diretrizes poderão ser suspensas da plataforma.

Veja também:

Veja como funciona a Bixby, assistente de voz da Samsung
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade