5 eventos ao vivo

Fiat aposta em carro elétrico após fracasso de fusão com Renault

11 jul 2019
13h39
  • separator
  • comentários

A Fiat Chrysler (FCA) planeja investir 700 milhões de euros em uma reformulação do icônico Fiat 500, disse um executivo nesta quinta-feira, enquanto a montadora tenta seguir em frente após a fracassada tentativa de fusão com a francesa Renault.

Funcionário caminha no complexo industrial de Mirafiori, da Fiat, em Turim, Itália. 11/7/2019. REUTERS/Massimo Pinca
Funcionário caminha no complexo industrial de Mirafiori, da Fiat, em Turim, Itália. 11/7/2019. REUTERS/Massimo Pinca
Foto: Reuters

O vice-presidente de operações da FCA para Europa, Oriente Médio e África, Pietro Gorlier, anunciou o investimento - a maior aposta individual da empresa ítalo-americana num veículo elétrico - em sua fábrica em Turim, norte da Itália.

"O plano está confirmado", disse Gorlier a repórteres, quando perguntado se o investimento da FCA em tecnologia de veículos elétricos seria mantido após seu plano de 35 bilhões de dólares para se fundir com a Renault fracassar no mês passado.

Ele disse que a FCA investirá 700 milhões de euros para construir uma nova linha de produção em Mirafiori para produzir 80 mil unidades do novo 500 BEV, seu primeiro veículo elétrico a bateria a ser comercializado na Europa.

A produção do recém-projetado 500 elétrico começará no segundo trimestre de 2020, com potencial para expandir a capacidade posteriormente, disse Gorlier.

O compacto 500 é um dos modelos mais famosos do grupo, lançado pela Fiat no final dos anos 1950 e rapidamente se tornando um símbolo do design urbano italiano.

O investimento de 700 milhões de euros faz parte de um plano anunciado no ano passado para investir 5 bilhões de euros na Itália até 2021.

((Tradução Redação São Paulo; 55 11 56447727))

REUTERS PS AAP

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • comentários
publicidade