0

Empresa japonesa quer usar robôs para construir base fixa e colonizar a Lua

17 mai 2018
13h57
  • separator
  • comentários

Uma empresa japonesa está planejando enviar robôs, e não humanos, para colonizar a Lua inicialmente. Os cientistas do Ispace querem que as suas máquinas construam um posto avançado de estudo em nosso satélite natural, chamado de Vale da Lua.

ispace projeto Lua
ispace projeto Lua
Foto: Reprodução / Canaltech

A companhia desenvolveu um rover para o abrigo de ferramentas capazes de extrair recursos da superfície da Lua, usando tais recursos para construir a base lunar. Com ajuda da sua estrutura de fibra de carbono, quatro câmeras são acopladas para a captura de imagens em 360 graus, sendo possível identificar perigos e obstáculos que devem aparecer pelo caminho do robô.

O projeto, que hoje ainda não possui um nome oficial, mas que já chegou a ser conhecido como Sorato, teve início há três anos. O objetivo da companhia era enviar a ideia para o prêmio Lunar X, da Google, que ainda quer premiar a primeira empresa privada que chegar à Lua. A competição, criada em 2007, chegou a ser adiada algumas vezes porque, até então, nenhuma das empresas participantes conseguiram o objetivo.

O evento foi, então, reaberto em abril deste ano, mas, dessa vez, sem um prêmio em dinheiro estipulado, enquanto a Google ainda busca um patrocinador à altura. E a Ispace continua com seus planos de levar robôs à Lua, seja por meio do projeto da Google, ou por conta própria. Contudo, caso encabece a ideia de maneira solo, a empresa tem concorrentes fortes como a SpaceX, de Elon Musk, além da Agência Espacial Europeia e o Centro Espacial Internacional de Exploração do Pacífico.

Canaltech Canaltech

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade