PUBLICIDADE

Broadcom negocia compra da VMware por US$60 bi, dizem fontes

23 mai 2022 18h35
| atualizado em 24/5/2022 às 09h15
ver comentários
Publicidade

A Broadcom está negociando a compra da provedora de serviços de computação em nuvem VMware por 60 bilhões de dólares, em uma transação que pode diversificar os negócios da fabricante de chips para software empresarial, disseram fontes a par do assunto.

A Broadcom pode pagar cerca de 140 dólares por ação em dinheiro e ações, disseram as fontes. Isso é um prêmio de 46% sobre o valor das ações da VMware no fechamento de sexta-feira.

Se as negociações forem bem-sucedidas, um acordo poderá ser anunciado já na quinta-feira, quando a VMware deve divulgar resultados trimestrais, acrescentaram as fontes.

A Broadcom nos últimos anos comprou a CA Technologies por 18,9 bilhões de dólares e a divisão de segurança da Symantec por 10,7 bilhões de dólares.

Broadcom e VMware não responderam imediatamente a pedidos de comentários. No fechamento do mercado na sexta-feira, o valor de mercado da VMware era de 40,3 bilhões de dólares.

A Broadcom fabrica chips usados em uma série de produtos como telefones celulares e redes de telecomunicações. A aquisição da VMware lhe daria acesso a centrais de processamento de dados onde a tecnologia desta última é um pilar para os clientes de computação em nuvem.

O presidente-executivo da Broadcom, Hock Tan, um bilionário malaio-americano, tem prosperado desde que assumiu o comando do que era uma pequena fabricante de chips em 2006. Aquisições regulares ajudaram a transformar o negócio em um gigante no valor de mais de 200 bilhões de dólares.

A jogada mais audaciosa de Tan foi tentar comprar a fabricante de chips Qualcomm por 103 bilhões de dólares em 2017. O negócio foi bloqueado pelo então presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, devido a preocupações de que daria à China vantagem em comunicações móveis.

Então, após mudar a sede de Cingapura para a Califórnia, a Broadcom comprou a CA Technologies por 18,9 bilhões e a divisão de segurança da Symantec por 10,7 bilhões de dólares.

Michael Dell é o maior investidor da VMware, com participação de 40%, após a Dell ter cindido a VMware para seus acionistas no ano passado, de acordo com dados da Refinitiv.

A empresa de private equity Silver Lake, que já havia investido na Broadcom, é o segundo maior acionista, com 10%.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade