2 eventos ao vivo

Apple contesta revelações de pesquisadores do Google sobre ataque a iPhones

6 set 2019
15h59
  • separator
  • 0
  • comentários

A Apple contestou nesta sexta-feira a maneira como pesquisadores da equipe de segurança cibernética do Google, da Alphabet, caracterizaram uma falha de segurança do iPhone que, segundo eles, poderia ser usada para rastrear os usuários do smartphone em tempo real.

Mulher olha para tela do celular em frente a uma loja da Apple, em Xangai, China
30/07/217
REUTERS/Aly Song
Mulher olha para tela do celular em frente a uma loja da Apple, em Xangai, China 30/07/217 REUTERS/Aly Song
Foto: Reuters

Os pesquisadores do Google Project Zero disseram na semana passada que cinco falhas de segurança levaram a um "esforço contínuo para hackear usuários de iPhones em determinadas comunidades por um período de pelo menos dois anos".

A Apple disse nesta sexta-feira que os ataques "eram restritos" e afetaram "menos de uma dúzia de sites que focam em conteúdo relacionado à comunidade uigure", em vez do ataque "em massa" contra usuários do iPhone descrito pelos pesquisadores do Google. A Apple também disse que corrigiu o problema dentro de dez dias após ter sido notificada pelo Google.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade