1 evento ao vivo

Apple anunciará novos produtos abrindo crucial temporada de fim de ano

15 set 2020
10h08
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

As ações da Apple dispararam este ano, mesmo com a pandemia afetando as economias de todo o mundo, em grande parte graças ao crescimento das vendas que superaram as expectativas de Wall Street.

12/04/2020
REUTERS/Dado Ruvic
12/04/2020 REUTERS/Dado Ruvic
Foto: Reuters

Nesta terça-feira, a Apple deve divulgar novas versões para vários produtos importantes, incluindo o Apple Watch e o iPad, que ajudarão a determinar se a empresa mantém essa tendência. Os dispositivos serão exibidos em um evento transmitido de sua sede em Cupertino, Califórnia, a partir das 14h00 (horário de Brasília).

Com base no valor de fechamento de segunda-feira, as ações da Apple subiram quase 54% no ano, bem à frente do ganho de 22% da Nasdaq. Embora os papéis da companhia estejam abaixo da máxima histórica atingida no início deste mês, ainda permanecem perto do valor de mercado de 2 trilhões de dólares.

A forma como os novos produtos vendem durante a temporada de compras de fim de ano em muitos mercados ocidentais definirá em grande parte o desempenho da Apple em todo o ano fiscal, que começou este mês.

Este ano provavelmente será diferente. Por um lado, a Apple disse que o lançamento dos iPhones - ainda o produto mais vendido da empresa - será atrasado por várias semanas, o que consome o número de dias que os clientes têm para comprá-los antes dos feriados de fim de ano e pode resultar em vendas menores. Analistas esperam que a Apple anuncie um iPhone 5G e outras atualizações em um evento em outubro, com os produtos sendo lançados ainda naquele mês.

Parte da tarefa da empresa nesta terça-feira será argumentar que produtos como o Apple Watch ajudam a manter os clientes no ecossistema da Apple a longo prazo - mesmo que eles não comprem um iPhone como um presente de Natal.

"Se as vendas ficarem mais fracas do que o normal durante o trimestre do final do ano, isso não significa que elas estão perdidas apenas porque estão atrasadas", disse Ben Bajarin, analista de consumo da Creative Strategies.

Veja também:

Veja como funciona a Bixby, assistente de voz da Samsung
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade