0

App Chippu quer te ajudar a escolher que filme ver na quarentena

Com uso misto de algoritmo e curadoria humana, aplicativo pode dar dicas para evitar aqueles longos minutos na frente da TV procurando algo para assistir

22 mai 2020
05h10
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Quem nunca passou meia hora na frente da TV tentando escolher o que assistir em um serviço de streaming que atire o primeiro controle remoto. Em tempos de quarentena, essa sensação parece ser ainda mais presente. Mas a tecnologia pode ser uma arma para resolver isso - pelo menos é a aposta do app Chippu, que chega às lojas de aplicativos do iPhone e do Android nesta sexta-feira, 22. Com uso misto de um algoritmo e de curadoria, o aplicativo pretende dar dicas instantâneas para quem não sabe que filme assistir.

O funcionamento é simples: ao baixar o app, o usuário tem de responder algumas perguntas sobre seus gostos pessoais - num quiz bem ao estilo das redes sociais, descontraído. Depois disso, é possível obter dicas de duas formas. Um sistema de curadoria humana, executado pelo jornalista Thiago Romariz, criador do app, dá dicas de filmes toda semana. "A ideia é explicar porque a pessoa tem que ver aquele filme, considerando o perfil dela", explica Romariz, que foi diretor de conteúdo do site Omelete, especializado em cultura pop.

Além disso, o usuário também tem a opção de apertar um botão para receber uma dica instantaneamente - basta inserir um gênero de filme e uma característica específica. "Pode ser uma comédia clássica, romântica ou pastelão, um suspense de detetive ou de espíritos", exemplifica Romariz. Ao receber a dica, o usuário também recebe uma sinopse, algumas informações sobre o filme (duração, elenco) e o mais importante, em tempos modernos: onde é possível encontrá-lo. "Por enquanto, estamos só com Netflix, Amazon Prime, iTunes e Google Play, mas queremos expandir para mais serviços em breve", diz.

Caso já tenha visto a sugestão, é possível pedir outra dica - com o tempo, o app vai aprendendo o que o usuário já viu. Segundo Romariz, outra função do app em um futuro próximo será servir como uma biblioteca de preferências do usuário, com notas e comentários. "Daqui a algum tempo, vamos também criar alguns selos para os usuários baseados nos filmes, como 'já viu 100 horas de filme de terror', para gamificar a experiência", diz ele.

A indicação rápida oferecida pelo Chippu (que significa "dica" em japonês) é um diferencial no mercado - hoje, serviços como o Just Watch e o Letterboxd servem como guia de onde encontrar um filme ou trazem uma biblioteca do que o usuário já assistiu, mas não uma sugestão assertiva para o momento. "A ideia é economizar o tempo das pessoas, dando dicas de algo que elas vão gostar", afirma o jornalista.

Atualização trará séries; no futuro, plano é versão para TVs

Em uma atualização prevista para daqui a algumas semanas, o app também vai indicar séries para os usuários. Segundo Romariz, a ideia do app é ser um farol em meio a um mundo de dados e sugestões.

"A gente vive com muita informação, mas às vezes é difícil escolher o que ver em meio a tanta coisa", diz ele, que criou o app ao lado do empresário Vitor Porto Brixi e os engenheiros Luigi Pedroni e Thamer Hatem. "Era um projeto que eu tinha há uns dois anos, mas não desenvolvia. Nos últimos 30 dias, tiramos a ideia do papel, até porque na quarentena essa questão ficou mais forte", conta.

Além de ampliar o serviço para as séries e trazer mais funções, Romariz também planeja fazer uma versão do Chippu para a TV. "Queremos que o app sirva como porta de entrada e já envie o usuário direto para o serviço de streaming que ele preferir. No futuro, com a chegada de serviços como o HBO Max, esse é um mercado que vai ter muita concorrência e muita opção", afirma o jornalista.

Veja também:

Veja como funciona a Bixby, assistente de voz da Samsung
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade