5 eventos ao vivo

AMD anuncia novas placas Radeon RX 5700 com novidades na arquitetura

Novas GPUs apresentam boa performance para o público gamer, apropriada para resolução 1440p, novidad...

12 jun 2019
12h08
  • separator
  • 0
  • comentários

Como prometido, a AMD apresentou mais detalhes sobre sua nova linha de GPUs de arquitetura RDNA, a Radeon RX, durante a E3 2019. As revelações não decepcionam, mas ainda mostram que a fabricante precisa aprimorar sua tecnologia para competir com as placas de alta performance da concorrente NVIDIA.

Foto: TecMundo

Os modelos apresentados foram a Radeon RX 5700 XT 50th Anniversary Edition, Radeon RX 5700 XT e Radeon RX 5700. A superior — e mais cara — entre elas é a edição de aniversário. Anunciada no fim do AMD Next Horizon Gaming, o modelo é uma celebração dos 50 anos da empresa e não apenas apenas um visual mais elegante — com detalhes em dourado e uma assinatura da Lisa Su —, mas também é uma opção com melhor desempenho.

AMD Radeon RX 5700 XT

  • 40 Compute Units;
  • 2,560 Stream Processors;
  • 8 GB GDDR6;
  • 1,680 MHz de Clock base
  • 1,830 MHz "Game Clock";
  • 1,980 MHz de Clock em boost.

Segundo a AMD, a placa é capaz de alcançar 10.14 TFlops e sairá por US$ 499.

O modelo com a segunda melhor performance é a AMD RX 5700 XT. Custando 50 dólares a menos que a edição especial (US$ 499), o modelo tem frequência de memória ligeiramente reduzida, mas mantém a mesma quantidade de memória, podendo chegar à 9.75 TFlops.

AMD Radeon RX 5700 XT

  • 40 Compute Units;
  • 2,560 Stream Processors;
  • 8 GB GDDR6;
  • 1,605 MHz de Clock base
  • 1,755 MHz "Game Clock";
  • 1,905 MHz de Clock em boost.

A mais fraca entre elas, mas ainda com uma configuração parruda, é a Radeon RX 5700. Essa GPU se difere das demais em alguns aspectos além da frequência das memórias ser consideravelmente inferior. Custando US$ 379, a placa atinge 7.95 TFlops, segundo a fabricante.

AMD Radeon RX 5700

  • 36 Compute Units;
  • 2,304 Stream Processors;
  • 8 GB GDDR6;
  • 1,465 MHz de Clock base
  • 1,625 MHz "Game Clock";
  • 1,725 MHz de Clock em boost.

Recursos exclusivos

Na mesma conferência, a AMD demonstrou alguns aprimoramentos visuais proporcionados pelo hardware. Entre eles o Radeon Image Sharpening (RIS), feito para recuperar a nitidez de imagens com excesso de efeitos de pós-processamento (post-processing) utilizando técnicas de upscaling, mas sem prejudicar a performance. Em conjunto com o RIS, desenvolvedores terão o FidelityFX, ferramenta open source para a criação de efeitos de pós-processamento de alta qualidade.

RDNA, a nova arquitetura da AMD

Diferente das placas de altíssimo desempenho da AMD, a linha Radeon RX 5000 está equipada com memórias GDDR6, a mesma tecnologia utilizada na linha GeForce RTX da Nvidia. Embora isso signifique uma redução em desempenho, é uma boa forma de diminuir o custo para o consumidor e ainda entregar um bom produto.

Além disso, os novos produtos serão os primeiros a serem compatíveis com o padrão de conexão PCIe 4.0, garantindo melhor comunicação com a placa-mãe.

Não apenas para desktop

Vale lembrar que a nova geração de consoles que está para chegar virá com soluções gráficas da fabricante e arquitetura semelhante das placas recém-lançadas. O lado curioso dessa colaboração são as afirmações das fabricantes de consoles sobre a presença de Ray Tracing, ignorado durante a apresentação. Portanto, poderemos ver o hardware da companhia finalmente renderizando Ray Tracing em tempo real nos novos consoles, antes de vermos nos PCs.

Por fim, podemos observar que a AMD foca em disputar no mercado intermediário e até consegue equiparar a performance de suas GPUs com a GeForce RTX 2080. Por outro lado, a fabricante liderada por Lisa Su está se saindo muito bem no mercado de processadores, finalmente anunciando o Ryzen 3950X, destinado ao mercado mainstream com especificações inéditas.

As novas placas de vídeo da AMD chegarão às prateleiras no dia 7 de julho deste ano.

TecMundo
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade