0

Amazon projeta chip para central de processamento de dados

3 dez 2019
17h11
atualizado às 18h07
  • separator
  • 0
  • comentários

A Amazon.com anunciou nesta terça-feira que desenhou um processador mais potente para centrais de processamento de dados, em uma tentativa de se posicionar como uma competidora diante das líderes de mercado Intel e AMD.

14/02/2019. REUTERS/Brendan McDermid
14/02/2019. REUTERS/Brendan McDermid
Foto: Reuters

O processador AWS Graviton 2, que a Amazon estima ser sete vezes mais rápido que o chip anterior da empresa, usa tecnologia da britânica ARM.

A Reuters publicou na semana passada que a Amazon estava projetando um chip para datacenters para equipar sua unidade de negócios de computação em nuvem.

Com o novo processador, a Amazon está tentando reduzir a dependência de processadores da Intel e AMD de sua unidade de computação em nuvem AWS.

A Intel atualmente controla mais de 90% do mercado de processadores para servidores e a AMD praticamente todo o restante.

A Amazon também anunciou nesta terça-feira que está ampliando para redes 5G suas operações de computação em nuvem por meio de uma parceria com a operadora norte-americana Verizon Communications. Com isso, desenvolvedores de software poderão executar programas sensíveis à latência em redes móveis e dispositivos conectados.

O lançamento, chamado de AWS Wavelength, é uma de várias formas que a Amazon Web Services está ingressando em novos mercados, como o de videogames.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade