PUBLICIDADE

Ações de redes sociais perdem bilhões de dólares em valor após alerta da Snap

24 mai 2022 15h33
ver comentários
Publicidade

As ações da Snap despencavam mais de 40% nesta terça-feira, disparando uma onda de vendas de ações de tecnologia, depois que a companhia publicou um alerta de resultado sinalizando tempos difíceis para o setor.

REUTERS/Lucas Jackson
REUTERS/Lucas Jackson
Foto: Reuters

A companhia controladora do aplicativo Snapchat caminhava para perder 15 bilhões de dólares em valor de mercado, enquanto ações de grandes anunciantes online e de empresas de mídia social rumavam para acumular queda de 200 bilhões de dólares com a onda de vendas.

As ações de Meta Platforms, Pinterest, Twitter e Alphabet recuavam entre 7% e 24%.

A Snap afirmou na segunda-feira que deve descumprir metas de receita e lucro para o trimestre que tinham sido definidas apenas um mês antes e que vai reduzir contratação de pessoal e investimento.

A perspectiva pessimista de um dos nomes mais conhecidos do setor de mídia social ocorre em um cenário de volatilidade exacerbada pelos impactos de guerra na Ucrânia, alta da inflação e aumento de taxas de juros e que pega as empresas em um momento de recuperação em relação às mudanças de privacidade promovidas no sistema operacional da Apple.

"A Snap é uma base para a propaganda online e quando você vê fraqueza aí então automaticamente você começa a pensar sobre Facebook, Pinterest e Google", disse Dennis Dick, operador do mercado na Bright Trading.

"E quando você começa a pensar sobre o Google é quando os mercados começam a vender."

A liquidação desta terça-feira ocorre dias depois que uma pesquisa de gestores de fundos do Bank of America indicou que investidores estão cada vez mais cautelosos com ações do setor de tecnologia, em uma reviravolta drástica em relação à tendência altista vista nos últimos 14 anos.

Às 15h19, as ações da Snap desabavam quase 42%, a 13,09 dólares, abaixo do nível do IPO, de 17 dólares, definido em 2017.

Analistas afirmaram que a perspectiva da Snap para o lucro operacional indica que as despesas vão superar o crescimento da receita, uma vez que o número de funcionários cresceu 52% no trimestre anterior.

"Há muito a lidar no cenário macroeconômico hoje", disse o presidente-executivo da Snap, Evan Spiegel, em uma conferência na segunda-feira.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade