PUBLICIDADE

Pesquisa: transformação digital ainda é desafio nas empresas

Os setores mais avançados em processos de transformação digital são serviços financeiros e tecnologia da informação. Já as áreas de saúde e produção industrial ficaram nas últimas posições

7 dez 2023 - 14h33
Compartilhar
Exibir comentários

As empresas brasileiras ainda enfrentam desafios para implementar a transformação digital. Essa é a conclusão do Índice Transformação Digital Brasil 2023 (ITDBr), uma pesquisa feita pela PwC Brasil e pela Fundação Dom Cabral (FDC).

Foto: Imagem de rawpixel.com no Freepik / DINO

Foram avaliadas empresas de dez diferentes setores da economia. Os quesitos analisados incluíam processos digitais, uso de inteligência artificial, decisões orientadas por dados (data-driven), entre outros. Com base nas informações coletadas, foi calculado um índice de 1 a 6 - quanto maior o valor, mais avançada a transformação digital do negócio. A média geral das empresas ficou em 3,3, pouco mais da metade da nota máxima.

Esse número, segundo a própria pesquisa, aponta uma "maturidade ainda baixa para a transformação digital". Os setores com a menor pontuação foram o de saúde e produção industrial (ambos com 2,9), ao passo que serviços financeiros (4,1) e tecnologia da informação (3,8) foram, respectivamente, os que mais pontuaram.

Luiz Madeira, CEO da GWCloud Company, empresa especializada em transformação digital e inovação tecnológica em negócios, explica que, apesar de alguns avanços, há obstáculos a serem superados. "A transformação digital oferece muitas oportunidades, mas também apresenta desafios, como a necessidade de desenvolver novas habilidades na força de trabalho e garantir a inclusão tecnológica", diz. "As empresas precisam estar atentas a essas questões para ter uma transição bem-sucedida e sustentável."

A principal transformação ocorrida, de acordo com o ITDBr, foi na parte de automação e processos digitais: 93% das empresas entrevistadas fizeram mudanças nessa área nos últimos cinco anos.

Em último lugar, está a cibersegurança: apenas 3% alegam terem implantado medidas robustas, como a análise preditiva de fraudes e proteção de dados pessoais. O dado chama a atenção em um contexto no qual há uma "crescente preocupação com a segurança cibernética" por parte da sociedade, como destaca Madeira.

Tendências

Apesar do IDTBr considerar que o nível de maturidade das empresas brasileiras é baixo, há pontos do atual cenário que Madeira enxerga como positivos. Um deles é o envolvimento ativo de pequenas e médias empresas nesse processo. Em sua visão, trata-se de um sinal de que o mercado entendeu que a implementação de novas tecnologias e inovações não é algo exclusivo das grandes corporações.

O executivo destaca a "rápida adoção de tecnologias em nuvem e soluções de inteligência artificial", vistos como essenciais para a escalabilidade e inovação dos negócios. Madeira afirma também que a tendência é a transformação digital se ampliar nos próximos anos.

"As empresas que experimentaram os benefícios da digitalização estão agora buscando maneiras de integrar essas tecnologias de forma mais profunda em suas operações", afirma. "Isso inclui não apenas a adoção de novas ferramentas, mas também uma mudança na cultura organizacional e nos modelos de negócio. A transformação digital continuará a se expandir", conclui o CEO da GWCloud Company.

Para saber mais, basta acessar: https://www.gwcloud.company/

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade