0

Trump é acusado de racismo por vídeo contra migrantes

O presidente comparou membros de caravana com assassino

3 nov 2018
12h03
atualizado às 12h19
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, está sendo acusado de racismo por causa de um vídeo contra migrantes.

O anúncio eleitoral, divulgado às vésperas das eleições legislativas de 6 de novembro, defende o bloqueio à caravana de centro-americanos que ruma para a fronteira entre México e EUA e compara os migrantes a Luis Bracamontes, clandestino condenado à morte por assassinar dois policiais na Califórnia.

O presidente dos EUA, Donald Trump
O presidente dos EUA, Donald Trump
Foto: Carlos Barria / Reuters

"Os perigosos criminosos ilegais, como o assassino de policiais Luis Bracamontes, não se importam com nossas leis. A América não pode permitir essa invasão, a caravana de migrantes deve ser interrompida", diz o narrador.

Críticos de Trump, no entanto, definiram o vídeo como racista por associar estrangeiros à criminalidade. O presidente vem usando a caravana migratória, que está a mais de mil quilômetros dos Estados Unidos, como cavalo de batalha na campanha das eleições de meio de mandato.

O pleito de 6 de novembro pode alterar o equilíbrio de forças no Congresso, hoje dominado pelo Partido Republicano. Segundo as pesquisas mais recentes, o Partido Democrata é favorito para retomar o controle da Câmara dos Representantes.

Veja também

 

Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade