0

Sarkozy é denunciado por receber dinheiro líbio

Quantia teria sido usada para financiar campanha eleitoral

16 out 2020
13h56
atualizado às 14h02
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Após quatro dias de audiências, o ex-presidente da França Nicolas Sarkozy (2007-2012) foi denunciado mais uma vez por crimes relativos à sua campanha vitoriosa para o Palácio do Eliseu.

Nicolas Sarkozy é alvo de diversos processos na Justiça francesa
Nicolas Sarkozy é alvo de diversos processos na Justiça francesa
Foto: EPA / Ansa - Brasil

O ex-mandatário é acusado de "participação em conspiração criminosa" por supostamente ter usado 50 milhões de euros da Líbia em sua candidatura. Os recursos teriam sido repassados pelo regime do então ditador Muammar Kadafi, que depois seria deposto com a ajuda da França.

Em postagem no Facebook, Sarkozy disse que recebeu a notícia com "estupefação" e que provará sua inocência nos tribunais. "A injustiça não vai vencer", declarou.

A acusação de "participação em conspiração criminosa" se junta às denuncias de corrupção passiva, apropriação de recursos públicos e financiamento ilegal de campanha que haviam sido apresentadas em 2018.

O ex-presidente também responde na Justiça por tráfico de influência, acusado de ter oferecido um cargo para um procurador da Suprema Corte para obter informações sobre um inquérito que apurava se ele havia recebido doações ilegais da herdeira da L'Oréal, Liliane Bettencourt, para financiar sua campanha eleitoral.

O caso foi aberto justamente quando os investigadores realizaram interceptações telefônicas no inquérito relativo ao financiamento líbio. Sarkozy ainda é alvo de um quarto processo, no qual é acusado de emitir notas frias para mascarar excessos de gastos em sua campanha fracassada em 2012.   

Veja também:

Guerra Armênia x Azerbaijão: menina de 3 anos fica órfã após ataque com míssil
Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade