PUBLICIDADE

Mundo

Putin presenteia Kim Jong-un com limusine russa

Ditador norte-coreano teria gostado do modelo Aurus Senat quando visitou a Rússia em setembro de 2023

20 fev 2024 - 13h39
(atualizado às 14h12)
Compartilhar
Exibir comentários
Putin e Kim trocaram cartas por data comemorativa na Coreia do Norte
Putin e Kim trocaram cartas por data comemorativa na Coreia do Norte
Foto: EPA / Ansa - Brasil

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, enviou ao ditador da Coreia do Norte, Kim Jong-un, um presente um tanto inusitado. Uma limusine Aurus Senat, mesmo modelo usado pelo russo desde 2018, quando a Mercedes-Benz Maybach S600 foi “aposentada”. A informação é do jornal Folha de S. Paulo

O mimo foi enviado às vésperas do segundo aniversário da Guerra da Ucrânia e em meio à polêmica morte de Alexei Navalni, opositor de Putin, na cadeia. Kim teria gostado do veículo após uma visita à Rússia, em setembro do ano passado, de acordo com o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, e por isso o presente. 

O encontro se deu em uma base espacial no Extremo Oriente russo, onde foram firmados acordos para garantir tecnologia avançada para os norte-coreanos e munição básica para os russo usarem na Ucrânia.

Uma reportagem de Andrei Kolesnikov, do jornal Kommersant, já havia abordado o “deslumbramento” de Kim pela limusine. "Certamente ele ganhará uma de presente", escreveu o jornalista. 

O veículo usado por Putin é diferente do modelo comercial, que segundo a Folha, tem preço estimado em R$ 1,5 milhão. O carro tem 6,7 metros de comprimento, diferente da versão da versão normal, com 5,6 metros.

Além disso, o Aurus Senat do russo chega a 7,2 toneladas, enquanto o modelo tradicional tem 2,7 toneladas. Isso ocorre devido a blindagem de padrão militar completa, assoalho e vidros inclusos, sistemas de purificação de ar e oxigênio autônomo, contramedidas bélicas, armamentos, e pneus que rodam até quando estão furados.

Ainda não se sabe a configuração do modelo dado ao líder coreano. O ditador usa diversos carros que estão no acidente, contrabandeados pela fronteira chinesa, já que o país não faz comércio, em geral, com o Ocidente. 

O veículo foi desenvolvido também por grandes fabricantes alemães, como a Porsche e Bosch, na integração de  sistemas e desenvolvimento do motor de 4,4 litros e 590 cavalos de potência. Ele chega a 250 km/h, e vai de 0 a 100 km/h em 6 segundos. 

Para seu desenvolvimento, foram investidos em 2013 o equivalente a R$ 1 milhão, e começou a ser vendido em em 2019. 

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade