5 eventos ao vivo

'Pulei por instinto': o britânico que resgatou menina de 10 anos de mar revolto

Quatro pessoas foram chamadas de "heróis" pela polícia da região da praia de Redcar por ajudarem a tirar criança de fortes ondas.

15 mar 2021
23h22
atualizado em 16/3/2021 às 07h40
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Stephen Gill entrou por instinto no mar par ajudar a tirar dali uma menina de dez anos levada por fortes ondas
Stephen Gill entrou por instinto no mar par ajudar a tirar dali uma menina de dez anos levada por fortes ondas
Foto: Stephen Gill / BBC News Brasil

Quatro britânicos arriscaram suas vidas para salvar uma menina de dez anos de altas ondas que atingiram a praia de Redcar (nordeste da Inglaterra) no último sábado (13/3).

Um deles contou à BBC que agiu "por instinto" ao ver a menina em perigo.

Stephen Gill, 52, estava caminhando pela praia com sua mulher quando viu uma criança no mar e notou que ela gritava por socorro.

A menina e uma amiga, de 11 anos, haviam avistado grandes ondas na praia e tentado vê-las de perto, mas acabaram sendo arrastadas pela correnteza. A menina de 11 anos conseguiu sair por conta própria, mas a amiga, não.

Gill, que havia decidido também dar uma olhada no mar revolto ao lado da mulher, saiu em socorro da menina.

"Vimos uma garotinha nadando no oceano e achamos aquilo incomum. Daí notamos que ela estava se debatendo e gritando por ajuda. Estava sendo levada pelo poder das ondas", conta.

Ele e um segundo homem jogaram uma corda na direção da menina. Mesmo ela tendo agarrado a corda, eles não conseguiam puxá-la de volta à praia.

Mais dois homens vieram ajudar e acabaram, então, entrando no mar revolto para buscá-la. "Foi totalmente por instinto, nem pensei a respeito, foi pura adrenalina", explica Gill. "Eu segurava em um dos caras e ele segurava a menina, e conseguimos sair."

Praia de Redcar, no nordeste da Inglaterra: fortes ondas quase resultaram em tragédia
Praia de Redcar, no nordeste da Inglaterra: fortes ondas quase resultaram em tragédia
Foto: Getty Images / BBC News Brasil

A polícia local afirmou que os quatro homens agiram de forma heroica.

"Eles arriscaram as próprias vidas para resgatar as meninas, e sua ação rápida e corajosa fez com que ninguém ficasse seriamente ferido", disse a corporação. "Não há dúvidas de que o raciocínio rápido deles resultou em um desdobramento muito menos sério. Eu diria que são heróis", disse o policial Stewart Shepherd.

As meninas sofreram arranhões e saíram do mar com muito frio, mas não precisaram ser hospitalizadas.

"Estou muito satisfeito que ela esteja bem", disse Gill, que trabalha como contador. "Minha mulher está muito orgulhosa e me chamou de heróis - uma sensação estranha".

Veja também:

'A melhor vacina é a disponível': Por que não se pode comparar os imunizantes contra covid-19
BBC News Brasil BBC News Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da BBC News Brasil.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade