PUBLICIDADE

Senado americano adia votação sobre Síria após proposta russa

9 set 2013 20h16
| atualizado às 20h30
ver comentários
Publicidade
Harry Reid, líder dos democratas no Senado, cmainha para sessão sobre a Síria (foto do dia 6 de setembro)
Harry Reid, líder dos democratas no Senado, cmainha para sessão sobre a Síria (foto do dia 6 de setembro)
Foto: AP

O líder da maioria democrata do Senado dos Estados Unidos, Harry Reid, anunciou nesta segunda-feira sua decisão de atrasar a votação, prevista para quarta-feira, sobre o pedido presidencial de autorização para um ataque na Síria pelo suposto uso de armas químicas.

O Senado americano, que retomou suas atividades hoje, tinha previsto submeter à votação na próxima quarta-feira uma resolução aprovada previamente por seu Comitê de Relações Exteriores que autorizava uma intervenção limitada na Síria por um período de 90 dias e sem a presença de tropas dos EUA no terreno.

A decisão de Reid, que não informou uma nova data para a votação, é anunciada horas depois da divulgação de uma proposta da Rússia para que o arsenal de armas químicas da Síria seja entregue por Damasco e fique sob controle internacional.

EFE   
Publicidade
Publicidade