2 eventos ao vivo

Iêmen: 4 soldados e 5 membros da Al-Qaeda morrem em ataques

Um dos ataques foi feito por um avião não tripulado; esse tipo de aeronave é usado apenas pelos Estados Unidos no país

13 jun 2014
20h20
atualizado às 20h24
  • separator
  • 0
  • comentários

Quatro soldados iemenitas e cinco supostos membros da rede Al-Qaeda morreram nesta sexta-feira em dois ataques no sul do Iêmen, informaram fontes militares e locais.

Um "atentado suicida da Al-Qaeda" com carro-bomba matou os quatro militares e deixou outros seis soldados feridos em um posto do Exército em Mahfad, na província de Abyan, relatou um oficial militar, que pediu para não ser identificado.

Uma fonte do hospital público local confirmou o número de vítimas.

Além disso, um ataque de avião não tripulado ("drone") matou cinco indivíduos que seriam da Al-Qaeda, no leste da cidade de Ataq, de acordo com uma fonte local. O avião lançou um míssil contra um grupo de pessoas reunidas debaixo de uma árvore, completou a mesma fonte.

Os Estados Unidos são o único país que utiliza "drones" no Iêmen, mas as autoridades americanas informam poucas vezes, na verdade, sobre esse tipo de operação.

No final de abril, o Exército do Iêmen lançou uma ofensiva para expulsar os rebeldes da Al-Qaeda de seus redutos no sul do país. De acordo com os militares, mais de 500 insurgentes já morreram nessa operação.

Considerada por Washington o braço mais perigoso dessa rede, a Al-Qaeda no Iêmen aproveitou o enfraquecimento do poder central em 2011, durante a insurreição popular contra o ex-presidente Ali Abdala Saleh, para reforçar sua presença no país.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade