0

Conflitos em Gaza já deixaram 1.895 mortos em menos de 1 mês

Entre os mortos estão 1.831 palestinos e 67 israelenses

4 ago 2014
15h37
atualizado às 15h51
  • separator
  • 0
  • comentários

Os conflitos entre o Exército de Israel e o grupo islâmico Hamas, na Faixa de Gaza, já causaram a morte de 1.895 pessoas, desde o dia 8 de julho. Segundo profissionais de saúde em Gaza, um total de 1.831 palestinos - a maioria civis - foram mortos neste primeiro mês de confrontos. Além disso, cerca de 3.000 casas palestinas foram totalmente destruídas ou danificadas.

Conflitos em Gaza já deixaram 1895 mortos - entre palestinos e israelenses
Conflitos em Gaza já deixaram 1895 mortos - entre palestinos e israelenses
Foto: JACK GUEZ / AFP

Do lado de Israel, o número de mortos chega a 64 soldados em combate e três civis, que morreram na fronteira por causa dos foguetes e morteiros palestinos. Segundo Israel, o sistema de interceptores 'Iron Dome', as sirenes de ataque aéreo e os abrigos públicos têm ajudado a conter as baixas israelenses.

Nesta segunda-feira, Israel havia proposto uma trégua de sete horas. Porém,  logo após o cessar-fogo imposto de forma unilateral, os palestinos reclamaram ter sofrido um ataque, que teria causado a morte de uma menina.

Negociações no Cairo
Grupos palestinos, incluindo representantes do Hamas e do movimento islâmico jihadista, estão em um encontro formal no Cairo, Egito, nesta segunda-feira, para mediar um possível acordo de cessar-fogo com Israel - com a mediação do Egito, apoiado pelos Estados Unidos e as Nações Unidas, além de Catar, Turquia e Mahmoud Abbas, presidente da Autoridade Nacional Palestina.

Israel não está participando das negociações, depois de acusar o Hamas de não respeitar tentativas de trégua anteriores. O Hamas exige uma flexibilização do bloqueio à Gaza imposta por Israel e Egito, que consideram os islâmicos palestinos uma ameaça à segurança.

Israel X Hamas: compare o poder bélico  Israel X Hamas: compare o poder bélico

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade