1 evento ao vivo

'Falso Justin Bieber' é acusado de 900 crimes de pedofilia

Australiano se passava por cantor para abusar de crianças

9 mar 2017
19h21
  • separator
  • 0
  • comentários

Um homem australiano foi acusado de ter cometido mais de 900 crimes sexuais contra menores após se passar pelo cantor canadense Justin Bieber para pedir imagens explícitas a fãs nas redes sociais, informou nesta quinta-feira (9) a polícia da Austrália.

Foto: Reprodução

O professor de 42 anos, identificado por Gordon Douglas Chalmeres, foi detido em novembro suspeito de cometer crimes de pedofilia, estupro e exploração infantil depois que as autoridades da Alemanha e Estados Unidos emitiram um alerta para a polícia do estado de Queensland.

Chalmeres foi acusado de usar servidores para se conectar com menores de 16 anos e para ter acesso a material pornográfico infantil. A polícia acredita que ele atua desde 2007.

As autoridades locais revistaram a residência do australiano e verificaram que o acusado usava o Facebook e Skype para se comunicar com as vítimas.

"Esta investigação demonstra a vulnerabilidade dos menores que utilizam as redes sociais e aplicativos de comunicação, além do alcance global e habilidades dos deliquentes para cultivar e seduzir suas vítimas", afirmou o inspetor de Queensland, Jon Rouse.

Fonte: ANSA
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade