2 eventos ao vivo

McDonald's pede desculpas por promoção 'Sundae Sangrento'

Slogan faz trocadilho com termo usado para se referir a um dos dias mais trágicos dos confrontos na Irlanda do Norte; rede afirma que se tratava apenas de promoção de Halloween e que intenção não era ofender.

31 out 2019
15h51
atualizado às 17h24
  • separator
  • 0
  • comentários

A rede de lanchonetes McDonald's pediu desculpas por uma campanha de marketing de Halloween realizada em Portugal que promovia uma sobremesa da casa com o slogan 'Sundae Bloody Sundae'.

Rede de fast food anunciou que campanha em Portugal já foi suspensa
Rede de fast food anunciou que campanha em Portugal já foi suspensa
Foto: PA Media / BBC News Brasil

O slogan faz um trocadilho, em inglês, com a expressão Bloody Sunday (Domingo Sangrento), usada para se referir a um dos dias mais trágicos e marcantes dos confrontos na Irlanda do Norte, 30 de janeiro de 1972, quando 13 manifestantes católicos irlandeses foram mortos por tropas britânicas durante uma marcha por direitos civis.

O anúncio publicitário do McDonalds rapidamente causou controvérsia quando imagens foram compartilhadas nas redes sociais.

A rede de lanchonetes afirmou que a campanha não pretendia fazer "uma referência insensível a nenhum evento histórico, nem insultar ninguém".

"Pedimos sinceras desculpas por qualquer ofensa ou incômodo que isso tenha causado", afirmou uma porta-voz da rede em Portugal.

Campanha cancelada

Ela afirmou que o termo "bloody" se referia unicamente ao Halloween, mas que a campanha promocional dos sundaes acabou sendo cancelada.

Não é a primeira vez que uma empresa é levada a pedir desculpas por promoções relacionadas ao mesmo trocadilho.

Em 2013, um bar em Londres incluiu no menu o coquetel Sundae Bloody Sundae, que era servido ao lado de um soldadinho de plástico e causou indignação entre consumidores irlandeses.

O bar acabou se retratando.

Uma das vozes mais críticas ao bar na época foi a música e ativista irlandesa Kate Nash, cujo irmão, William, estava entre os mortos do 'Domingo Sangrento'.

Desta vez, porém, Nash disse que não se sentiu ofendida pelo anúncio do McDonald's em Portugal.

"É muito improvável que as pessoas daquele país tenham tido a intenção de ofender com relação aos eventos ocorridos aqui na Irlanda", afirmou Nash à BBC.

"Talvez tenha sido apenas inocência eles terem escolhido esse slogan, sem fazer nenhuma conexão com o Domingo Sangrento."

Veja também:

Rato causa pânico em loja do McDonald's de Londres

 

BBC News Brasil BBC News Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da BBC News Brasil.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade