0

Polícia encontra 39 corpos dentro de caminhão em Essex na Inglaterra

O motorista, de 25 anos, foi preso por suspeita de homicídio — vítimas ainda não foram identificadas.

23 out 2019
07h33
atualizado às 07h51
  • separator
  • 0
  • comentários

Corpos de 39 pessoas foram encontrados na madrugada desta quarta-feira dentro de um caminhão em Essex, na Inglaterra.

Um cordão de isolamento foi colocado no local onde o caminhão foi encontrado — e o Parque Industrial de Waterglade foi fechado
Um cordão de isolamento foi colocado no local onde o caminhão foi encontrado — e o Parque Industrial de Waterglade foi fechado
Foto: PA Media / BBC News Brasil

A polícia foi acionada pelo serviço de ambulância pouco antes de 1h40 (horário local), logo após a descoberta dos corpos no Parque Industrial de Waterglade.

As vítimas ainda não foram identificadas — mas as informações preliminares indicam que seriam 38 adultos e um adolescente. Não se sabe, no entanto, se foram encontrados sobreviventes no veículo.

O motorista do caminhão, um rapaz de 25 anos da Irlanda do Norte, foi preso por suspeita de assassinato.

"Prendemos o motorista do caminhão por conexão com o incidente, ele permanecerá sob custódia da polícia enquanto damos prosseguimento às investigações", afirmou Andrew Mariner, superintendente-chefe da polícia de Essex.

Ainda de acordo com a polícia, o caminhão teria saído da Bulgária e entrado no Reino Unido por Holyhead, maior cidade do condado de Anglesey no País de Gales, no sábado.

"Trágico incidente"

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, afirmou que estava "chocado com este trágico incidente".

"Estou sendo atualizado regularmente, e o Ministério do Interior vai trabalhar em estreita colaboração com a Polícia de Essex, à medida que determinamos exatamente o que aconteceu. Meus pensamentos estão com todos aqueles que perderam a vida e seus entes queridos".

A ministra do Interior, Priti Patel, disse estar "chocada e triste com esse incidente totalmente trágico". Já Jackie Doyle-Price, parlamentar de Thurrock, em Essex, considerou a "notícia nauseante".

"O tráfico de pessoas é um negócio vil e perigoso", tuitou Doyle-Price, acrescentando que espera que a polícia de Essex possa "levar os assassinos à justiça".

Glen Freeland, que trabalha na GSF Car Parts, perto de onde os corpos foram encontrados, afirmou que os funcionários não puderam acessar as instalações da empresa nesta manhã.

"O gerente chegou no trabalho nesta manhã e o local estava isolado, fomos transferidos para uma área diferente", contou Freeland.

Em junho de 2000, os corpos de 58 imigrantes chineses foram encontrados na traseira de um caminhão em Dover, na Inglaterra. Havia dois sobreviventes. Um motorista holandês foi preso no ano seguinte por homicídio culposo.

Veja também:

 

BBC News Brasil BBC News Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da BBC News Brasil.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade