0

Itália pede 'respostas concretas' da UE sobre crise migratória

País quer redistribuir deslocados para todas as nações europeias

1 ago 2020
10h34
atualizado às 11h46
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O ministro das Relações Exteriores da Itália, Luigi Di Maio, pediu neste sábado (1º) uma intervenção da União Europeia (UE) para resolver a emergência da migração.

País quer redistribuir deslocados para todas as nações europeias
País quer redistribuir deslocados para todas as nações europeias
Foto: EPA / Ansa - Brasil

"A Europa também tem que responder concretamente. Não há tempo a perder", escreveu o chanceler em sua conta no Facebook.

Di Maio explicou que o governo italiano está trabalhando para combater a crise e enfatizou que é necessário "reativar a redistribuição de migrantes em toda a Europa".

"É necessário seriedade e compromisso máximo. O governo é compacto e está trabalhando para lidar com o fenômeno migratório. Estamos analisando todos os detalhes com o Ministério do Interior", acrescentou.

Segundo ele, a Itália elabora um plano específico que prevê interromper as partidas dos deslocados do país de origem; um novo acordo de cooperação migratória; apreender barcos infláveis; repatriamento mais rápido, também por navio e não apenas por avião.

Além disso, o governo quer reativar a redistribuição de migrantes pelos países europeus e interromper o financiamento da cooperação se não houver colaboração com a Itália. "Existem regras na Itália que devem ser respeitadas", finalizou.

Veja também:

Debandada impressionante de golfinhos encanta observadores de baleias
Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade