PUBLICIDADE

Mundo

Israel e Hamas se preocupam com listas de pessoas que devem ser libertadas, diz autoridade

Conflito no Oriente Médio entra no último dia de trégua

27 nov 2023 - 07h58
(atualizado às 08h23)
Compartilhar
Exibir comentários
Multidão aguarda novidades sobre libertação de reféns entre Hamas e Israel em Tel-Aviv
Multidão aguarda novidades sobre libertação de reféns entre Hamas e Israel em Tel-Aviv
Foto: REUTERS/Alexander Ermochenko

Israel e o grupo militante palestino Hamas levantaram preocupações sobre as listas de reféns israelenses e prisioneiros palestinos que devem ser libertados nesta segunda-feira, o último dia de uma pausa de quatro dias nos combates acordada, disse uma autoridade informada sobre o assunto.

A autoridade, falando sob condição de anonimato, afirmou à Reuters que os mediadores do Catar estavam trabalhando com Israel e o Hamas para resolver as questões e evitar atrasos.

O Hamas disse que queria estender a trégua. Israel já havia se oferecido para concordar com um dia adicional para cada 10 reféns adicionais libertados e para libertar três vezes o número de prisioneiros palestinos de cada vez.

"Há um pequeno problema com as listas de hoje. Os catarianos estão trabalhando com os dois lados para resolvê-lo e evitar atrasos", declarou a autoridade informada sobre o assunto.

Israel disse anteriormente que havia recebido durante a noite o que poderia ser a lista final de reféns programados para serem libertados. A lista estava sendo revisada, disse o gabinete do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, acrescentando que forneceria mais informações quando possível.

No domingo, o Hamas libertou 17 pessoas, incluindo uma menina israelense-americana de 4 anos, elevando para 58 o número total de libertados pelo grupo militante desde sexta-feira. Israel libertou 39 prisioneiros palestinos adolescentes no domingo, aumentando para 117 o número total de palestinos libertados desde o início da trégua.

Uma autoridade palestina, familiarizada com as conversações sobre a trégua, disse que tanto o Hamas quanto Israel demonstraram uma atitude positiva em relação aos pedidos para estender a trégua de quatro dias, mas acrescentou que "ainda não se chegou a uma decisão final".

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Compartilhar
Publicidade
Publicidade