0

Irã anuncia novas centrífugas que violam acordo nuclear

Equipamentos produzem urânio enriquecido 10x mais rápido

4 nov 2019
10h46
atualizado às 11h32
  • separator
  • 0
  • comentários

O Irã anunciou nesta segunda-feira (4) que está operando 60 centrífugas avançadas para enriquecimento de urânio, material necessário para a fabricação de armas nucleares. Isso representa mais uma violação ao acordo de 2015.
    "O Irã está colocando em funcionamento 60 centrífugas avançadas IR-6 na central nuclear de Natanz, ou seja, o dobro de antes", disse à emissora estatal de televisão o líder da Organização para Energia Atômica de Teerã, Ali Akbar Salehi. As centrífugas IR-6 podem produzir urânio enriquecido a uma velocidade 10 vezes superior ao modelo IR-1, da primeira geração, que vinha sendo utilizado pelo Irã. As autoridades iranianas também informaram que estão trabalhando na fabricação de uma centrífuga ainda mais potente, que poderia enriquecer urânio em uma velocidade 50 vezes maior. O acordo nuclear que tinha sido assinado pelo Irã e pelos Estados Unidos, com supervisão de outros países, estabelecia que o regime de Teerã poderia ter em funcionamento um máximo de 5.060 centrífugas do tipo IR-1.
    No ano passado, no entanto, os EUA, sob o comando de Donald Trump, retiraram-se do tratado, apesar das críticas da comunidade internacional. O Irã tinha aceitado firmar o pacto com Estados Unidos, Reino Unido, França, China, Rússia e Alemanha em troca de que a ONU suspendesse sanções contra Teerã. Mas, com a saída dos EUA do acordo, o Irã vem violando também várias partes do texto.

Presidente do Irã, Hassan Rouhani
Presidente do Irã, Hassan Rouhani
Foto: ANSA / Ansa - Brasil
Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade