1 evento ao vivo

George Pell apresenta recurso contra condenação por pedofilia

Cardeal é o mais alto religioso da Igreja a ser preso por abuso

18 set 2019
10h42
atualizado às 10h54
  • separator
  • 0
  • comentários

O cardeal George Pell, condenado a seis anos de prisão por pedofilia, apresentou nesta terça-feira (17) um recurso de apelação perante o Supremo Tribunal, última instância da justiça da Austrália, contra sua sentença. O recurso, no entanto, pode ser rejeitado ou as partes serão convocadas para uma breve audiência para uma nova avaliação do caso. Se a apelação for aceita, a justiça levará de quatro a seis meses para uma nova avaliação. Pell foi considerado culpado de abusar sexualmente de dois adolescentes de 13 anos de idade que participavam do coral da Catedral de St. Patrick, em Melbourne, entre 1996 e 1997. Esta será a última oportunidade que o antigo prefeito para a Economia do Vaticano terá para tentar reverter sua condenação.
    No último dia 21 de agosto, o Tribunal de Recursos do estado de Vitória já havia confirmado, em primeira instância, a sentença contra o religioso. O australiano está preso desde fevereiro e permanecerá detido pelo menos até 2022, quando poderá pedir sua liberdade condicional. Relembre o Caso - As acusações de abuso sexual de menores contra Pell vieram à tona em 2015, depois de uma das vítimas relatar o caso à polícia de Victoria. No final de junho de 2017, após dois anos de investigação na Austrália, o cardeal foi formalmente incriminado com várias acusações por "crimes históricos de violência sexual" em dois casos separados. Pell, no entanto, declarou-se inocente de todas as acusações. Na ocasião, ele as considerou "falsas". Com a sentença, o religioso se tornou o mais alto representante da Igreja Católica condenado em um caso de pedofilia. A denúncia contra Pell ocorreu depois de uma longa investigação.
    Na época, uma comissão ouviu milhares de depoimentos e escutou denúncias de abusos contra crianças envolvendo igrejas, orfanatos, clubes esportivos e até escolas.
    A rejeição do primeiro recurso ainda privou o religioso de seu título honorário da Ordem da Austrália, considerado a maior honraria do país. Nos últimos anos, a Igreja Católica tem enfrentando acusações em todo o mundo relacionadas a casos de abusos sexuais cometidos por padres e bispos. A condenação de Pell confirma que os abusos chegaram aos mais altos escalões da Santa Sé. O papa Francisco, inclusive, determinou novas diretrizes para lidar com os casos. .
   

George Pell apresenta recurso contra condenação por pedofilia
George Pell apresenta recurso contra condenação por pedofilia
Foto: EPA / Ansa - Brasil
Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade