4 eventos ao vivo

Ex-amigo revela hábitos excessivos de líder da Coreia do Norte

Acostumado a mimos desde cedo, Kim Jong-un exigiu dirigir um Mercedes-Benz quando tinha sete anos

24 fev 2014
20h16
  • separator
  • 0
  • comentários

Conforme o tempo passou, Jong-un adotou um estilo de vida playboy, passando os dias em dos dois iates que seu pai lhe comprou
Conforme o tempo passou, Jong-un adotou um estilo de vida playboy, passando os dias em dos dois iates que seu pai lhe comprou
Foto: Reuters
Dirigir carros com sete anos, bebedeira regadas à vodka com 14 anos e estar sempre com as concubinas do pai durante a adolescência. É de se imaginar se dessa criação cheia de excessos de Kim Jong-um ele realmente teria se tornado o líder da Coreia do Norte.

Antigo companheiro e amigo de Kim, Kenji Fujimoto passou mais de uma década como o chef pessoal da família, e agora dá detalhes sobre a atribulada infância do líder norte-coreano.

“Dentro do palácio, eu tinha dois empregos, na verdade. Para Kim Jong-Il (pai do atual líder), eu era seu principal chef. Para Kim Jong-um, estava lá para brincar com ele, quase como uma babá”, disse  Fujimoto ao Daily Mail. “Eu diria que eu era a pessoa mais próxima a ele quando era jovem. Era como se ele fosse meu próprio filho”.

Acostumado a mimos desde cedo, Fujimoto recorda de quando Jong-un exigiu dirigir um Mercedes-Benz quando tinha sete anos.

“Eles colocaram uma caixa embaixo de seus pés para ajuda-lo a alcançar os pedais enquanto alguém orientava. O primeiro carro dele foi uma Mercedes-Benz e este tem sido veículo que ele dirige desde então. Eu diria que ele tem mais de dez agora – todos à prova de balas”.

Por volta dos 14 anos, ele começou a fumar. Costumava aparecer à porta de Fujimoto às 3 da manhã, implorando por cigarros. Para piorar, lembra Fujimoto, Jong-un passou a beber aos 14. “Ele bebia muito, mesmo para um adolescente. Às vezes, bebia uma garrafa inteira sozinho”.

Conforme o tempo passou, Jong-un adotou um estilo de vida playboy, passando os dias em dos dois iates que seu pai lhe comprou. Estes hábitos ajudam a explicar como o líder da Coreia do Norte gastou sozinho US$ 716 milhões (cerca de R$ 1,7 milhão) em 2012.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade