4 eventos ao vivo

Refém francês morto no Mali foi assassinado com um tiro na cabeça

18 jul 2013
11h31
atualizado às 11h45
  • separator
  • 0
  • comentários

O francês Philippe Verdon, sequestrado em 2011 pela Al-Qaeda no Magreb Islâmico (AQMI) e cujo cadáver foi encontrado no início do mês no Mali, foi "assassinado com um tiro na cabeça", anunciou nesta quinta-feira a promotoria de Paris.

"Após a repatriação do cadáver à França, a necropsia realizada ontem (quarta-feira) foi concluída hoje (quinta-feira) com um exame antropológico" que permite afirmar que "Philippe Verdon morreu assassinado com um tiro na cabeça", indicou a promotoria.

Philippe Verdon foi sequestrado junto com outro francês, Serge Lazarevic, no dia 24 de novembro de 2011 em um hotel de Hombori (nordeste do Mali). No dia 19 de março a AQMI anunciou que o havia executado, mas as autoridades francesas não confirmaram sua morte até segunda-feira.

Verdon, de 53 anos, sofria com uma úlcera e de taquicardia. Um comitê de apoio ao refém havia levantado a hipótese de que tivesse falecido como consequência das doenças que sofria e que a AQMI houvesse se aproveitado do ocorrido.

Seu corpo foi encontrado no início de julho no norte do Mali. Na segunda-feira o presidente francês, François Hollande, confirmou sua morte.

Seis franceses continuam sequestrados na região.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade