PUBLICIDADE

Europa

Obama congela bens e limita vistos por 'violação' ucraniana

O objetivo dos EUA é punir os responsáveis pela incursão da Rússia na região da Crimeia e sul da Ucrânia

6 mar 2014 - 10h57
(atualizado às 11h00)
Compartilhar
Exibir comentários
Presidente Barack Obama discursa na Universidade Central de Connecticut, em New Britain, em 5 de março
Presidente Barack Obama discursa na Universidade Central de Connecticut, em New Britain, em 5 de março
Foto: AFP

O presidente Barack Obama autorizou nesta quinta-feira restrições de vistos para viagens aos EUA contra os envolvidos no que classificou como "contínua violação da Rússia à soberania e integridade territorial de Ucrânia".

Obama autorizou, além disso, por decreto o congelamento de bens "de que quem está diretamente envolvido na desestabilização da Ucrânia, incluindo a intervenção militar na Crimeia", informou o departamento de Estado em um comunicado.

A ordem executiva assinada por Obama é destinada a punir russos e ucranianos responsáveis pela incursão da Rússia na região da Crimeia e sul da Ucrânia, uma crise que fez renascer tensões no estilo da época da Guerra Fria.

A ordem, disse a Casa Branca em um comunicado, é "uma ferramenta flexível que vai nos permitir impor sanções contra aqueles que estão mais diretamente envolvidos na desestabilização da Ucrânia, incluindo a intervenção militar na Crimeia, e não exclui novas medidas se a situação se deteriorar".

Com informações da AFP e Reuters.

Ucrânia: presença de tropas russas gera ameaça de guerra; veja fotos

<a data-cke-saved-href="http://noticias.terra.com.br/mundo/crise-na-ucrania/" href="http://noticias.terra.com.br/mundo/crise-na-ucrania/">veja o infográfico</a>

Fonte: Terra
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade