0

Merkel envia assessor aos EUA para cobrar explicações sobre espionagem

30 out 2013
11h29
atualizado às 11h30
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Os principais assessores de política externa e inteligência do governo alemão vão conversar com autoridades norte-americanas nesta quarta-feira em Washington sobre as denúncias de espionagem dos Estados Unidos à Alemanha, o que inclui o suposto monitoramento do telefone celular da chanceler Angela Merkel.

Vários funcionários da Alemanha e da União Europeia devem visitar os EUA nesta semana por causa das recentes revelações sobre a espionagem norte-americana na Europa.

Merkel quer que os EUA firmem um acordo de "não espionagem" com Berlim e Paris até o final do ano, e que pare a suposta espionagem contra dois dos principais aliados de Washington na UE.

"Posso confirmar que os dois altos assessores da chancelaria estão em Washington para conversas hoje", disse Steffen Seibert, porta-voz de Merkel. "Como vocês veem, estamos em um processo de intenso contato com nossos parceiros dos EUA nos níveis político e de inteligência, e esse processo de contato e investigação vai demorar mais. O objetivo das discussões é estabelecer um novo fundamento para a confiança."

A Casa Branca não confirma nem nega que a Agência de Segurança Nacional dos EUA (NSA, na sigla em inglês) tenha espionado o telefone de Merkel, mas diz que esse monitoramento não ocorre no momento.

Veja também:

Drone captura destruição após terremotos na Croácia
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade