2 eventos ao vivo

Menino de 13 anos encontra tesouro viking de mil anos

16 abr 2018
12h38
atualizado às 17h56
  • separator
  • comentários

Arqueólogos descobriram na ilha alemã de Rügen um tesouro viking de mais de mil anos, da época do célebre rei dinamarquês Haroldo 1° da Dinamarca, também chamado de Haroldo Dente-Azul. A descoberta foi feita depois de uma dica dada por um menino de 13 anos e um arqueólogo amador.

Foram descobertas cerca de 600 moedas
Foram descobertas cerca de 600 moedas
Foto: DW / Deutsche Welle

Segundo informou nesta segunda-feira (16/04) o Escritório Regional de Arqueologia e Conservação de Monumentos do estado de Mecklemburgo-Pomerânia Ocidental, foram resgatadas neste fim de semana centenas de peças de prata do século 10, incluindo até 100 moedas cunhadas durante o reinado de Haroldo.

As moedas, anéis, braceletes, broches e pérolas foram enterrados entre 980 e 990, perto de um túmulo da Idade do Bronze. Naquela época, Haroldo, o primeiro rei cristão da Dinamarca, provavelmente estava na área, fugindo das tropas de seu filho.

No total, os especialistas recolheram cerca de um quilo e meio de joias e moedas em um campo de 400 metros quadrados nos arredores do vilarejo de Schaprode. A quantidade faz da descoberta uma das mais importantes da região do sul do Báltico, segundo o arqueólogo Michael Schirren. As peças são originadas da Saxônia, da Inglaterra e dos Impérios Otomano e Bizantino.

As primeiras dicas sobre o tesouro foram dadas às autoridades pelo arqueólogo amador René Schön e o estudante Luca Malaschnitchenko, de 13 anos. Os dois se dedicavam a procurar objetos arqueológicos na região, auxiliados com GPS e detectores de metais. Eles descobriram uma primeira peça em janeiro e informaram as autoridades.

Os especialistas esperaram o fim do inverno para realizar as escavações. No último fim de semana, arqueólogos e voluntários, incluindo o menino, escavaram a zona até encontrar as outras peças.

Cerca de uma centena de um total de cerca de 600 moedas foram cunhadas a mando do rei Haroldo, que viveu entre 910 e 987. A maioria delas é gravada com cruzes, que possivelmente eram uma "declaração política" do rei a respeito de sua fé cristã. Haroldo, que uniu as tribos da Dinamarca e que conquistou a Noruega, quis, como viking, conquistar até mesmo a Inglaterra.

Em 960, ele se converteu ao cristianismo. Depois de perder uma batalha para as tropas de seu filho, Svend Tveskæg (ou Sueno Barba Bifurcada), ele fugiu ferido para a ilha de Wolin, onde morreu em 987.

Segundo os arqueólogos alemães, o achado na ilha de Rügen pode estar relacionado com essa fuga, com a qual foram vinculadas também as descobertas de joias realizadas em 1872 na ilha vizinha de Hiddensee.

 

Deutsche Welle A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade