PUBLICIDADE

Eslovênia: moção de censura derruba governo conservador

27 fev 2013 21h52
| atualizado às 21h58
ver comentários
Publicidade

O governo conservador do primeiro-ministro esloveno, Janez Jansa, foi derrubado nesta quarta-feira por uma moção de censura apresentada ao Parlamento pela oposição de centro esquerda. A moção de censura foi aprovada por 55 votos contra 89, e um deputado se absteve.

Alenka Bratusek, 42 anos, do partido Eslovênia Positiva (centro esquerda), está encarregada de formar o novo governo e pode se tornar a primeira mulher a ocupar o cargo de premier do país.

Dois partidos que haviam abandonado a coalizão de governo de Janez Jansa - a Lista Cidadã (centro direita) e o Partido dos Aposentados - aprovaram a moção de censura e manifestaram seu apoio à Alenka Bratusek.

A mudança de cenário ocorre no momento em que este país modelo entre os ex-comunistas que aderiram à União Europeia enfrenta sua mais grave crise política, econômica e social desde sua independência, em 1991, após o fim da Iugoslávia comunista.

Acusado de corrupção, Janez Jansa cai após perder o apoio de três dos cinco partidos da coalizão governamental. Jansa, 54 anos, chegou ao poder em dezembro de 2011, após derrotar os social democratas nas eleições parlamentares.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
Publicidade
Publicidade