PUBLICIDADE

Adolescente é preso por insultar presidente da Turquia

Estudante foi detido no próprio colégio, um dia após fazer um discurso em uma comemoração em sua escola

25 dez 2014 09h41
| atualizado às 11h17
ver comentários
Publicidade
<p>Jovem de 16 anos de idade teria chamado de corrupto e ladrão o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan</p>
Jovem de 16 anos de idade teria chamado de corrupto e ladrão o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan
Foto: Osman Orsal / Reuters

Um tribunal turco decretou a prisão provisória de um estudante turco de 16 anos de idade por "caluniar o presidente", publicou nesta quinta-feira o jornal "Hürriyet".

O aluno, identificado pelas siglas M.E.A., estuda em um instituto da cidade de Konya, na Anatólia Central e foi acusado de caluniar o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, por tê-lo chamado de corrupto e ladrão.

Ele foi detido no próprio colégio, um dia após fazer um discurso em uma comemoração estudantil.

O jovem foi preso sob a lei 297 do Código Penal da Turquia, que proíbe caluniar o presidente, e se for condenado pode pegar uma pena entre um e quatro anos de prisão, embora o procedimento só possa ser iniciado com o sinal verde do Ministério da Justiça.

O caso causou comoção na imprensa turca, não só pela idade do acusado, mas também porque não há casos recentes de prisão preventiva impostas por um delito de insulto ao presidente, um cargo mais bem cerimonial, ocupado por Erdogan desde agosto.

Erdogan, primeiro-ministro de 2003 a 2014, tem uma longa lista de ações judiciais contra jornalistas e artistas que considerava terem o ofendido, entre eles um grupo de teatro estudantil, mas os casos se resolveram com multas ou com a absolvição dos acusados, nunca com prisão.

Grande parte da oposição acredita que Erdogan é o responsável por uma rede de corrupção e subornos de alto nível que forçou em dezembro passado a renúncia de três ministros, embora a promotoria tenha arquivado a maioria das acusações por falta de provas.

EFE   
Publicidade
Publicidade