PUBLICIDADE

3 mil neonazistas participam de ato islamofóbico na Alemanha

Ato foi monitorado por um forte contingente policial

15 nov 2014 14h34
| atualizado às 14h36
ver comentários
Publicidade
<p>Oficiais da polícia alemã enfrentam manifestantes durante um protesto de neonazistas contra ultraconservadores islâmicos em Hanover, neste sábado, 15 de novembro</p>
Oficiais da polícia alemã enfrentam manifestantes durante um protesto de neonazistas contra ultraconservadores islâmicos em Hanover, neste sábado, 15 de novembro
Foto: Fabrizio Bensch / Reuters

Cerca de 3 mil ultradireitistas de toda a Alemanha, segundo estimativas da polícia, participaram neste sábado, em Hannover (norte do país), de uma manifestação islamofóbica do grupo "Hooligans contra Salafistas", que reuniu torcedores violentos de futebol e neonazistas.

A resposta à convocação foi menor que o esperado, já que se calculava a participação de 5 mil pessoas, e ela foi monitorada por um forte contingente policial preparado para impedir distúrbios como os protagonizados há poucas semanas, em Colônia, em uma primeira manifestação organizada por esse grupo.

Desta vez, houve poucos distúrbios entre policiais e grupos jovens da esquerda radical que tentaram repetidamente furar o cordão policial ao redor do local da concentração dos ultradireitistas.

Até a última sexta-feira, as autoridades locais tinham tentado conseguir a proibição desta nova convocação de hooligans e neonazistas, mas por fim a audiência administrativa de Hannover a autorizou, embora com muitas restrições.

O grupo "Hooligans contra Salafistas" surgiu há alguns meses como fusão entre uma organização ultradireitista contrária à construção de mesquitas e a torcida violenta do populoso "Land" da Renânia do Norte-Vestfália (oeste), onde fica a cidade de Colônia.

A primeira manifestação em Colônia teve saldo de 50 agentes de segurança feridos e veículos policiais danificados.

EFE   
Publicidade
Publicidade