0

Bush defende vigilância e diz que Snowden prejudicou segurança

1 jul 2013
14h04
atualizado às 14h39
  • separator
  • comentários

O ex-presidente dos Estados Unidos George W. Bush defendeu os programas de vigilância de comunicações do país em uma entrevista divulgada nesta segunda feira, afirmando que Edward Snowden, ex-funcionário da Agência de Segurança Nacional (NSA) que delatou os programas, "prejudicou" a segurança do país.

"Eu sei que ele prejudicou o país e a administração Obama vai ter que lidar com isso", disse Bush à em entrevista à rede CNN. Bush está no Zâmbia, em uma viagem humanitária com sua esposa.

"Implementei o programa para proteger o país e uma das certezas é que as liberdades civis foram garantidas", afirmou o ex-presidente sobre os programas de espionagem secreta revelados por Snowden, que foram executados após os ataques de 11 de setembro de 2001 e continuaram durante o governo Obama.

"Em última análise, a história julgará as decisões que tomei. Eu não estarei por aqui porque vai levar algum tempo para que os historiadores se manifestem. Por isso, estou bastante confortável. Fiz o que fiz", acrescentou.

Snowden está na zona de trânsito do aeroporto de Moscou desde 23 de junho porque seu passaporte foi revogado pelos Estados Unidos, que pedem sua extradição e o acusam de espionagem.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
  • separator
  • comentários
publicidade