1 evento ao vivo

Schwarzenegger critica veto de imigração e aconselha Trump

Colega de Partido Republicano e atual apresentador de O Aprendiz espera que o veto — que faz o cidadão americano se sentir "estúpido" — sirva de alerta e aprendizado.

2 fev 2017
05h46
atualizado às 08h26
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Foto: AdoroCinema / AdoroCinema

Donald Trump segue sendo questionado por seu projeto de segurança nacional. E agora, por gente que sabe muito bem o que está falando: Arnold Schwarzenegger, seu sucessor como apresentador do programa O Aprendiz e ex-governador da Califórnia. O ator e ex-político foi taxativo: o projeto foi "analisado inadequadamente" e faz o cidadão americano "parecer estúpido".

"Eu sei o que ele está tentando alcançar", disse Arnie, em entrevista à Extra TV: "E sei de seu medo em ter pessoas de outros lugares entrando [nos EUA], fazendo mal ao país e tudo mais. Mas há outro modo de fazer isso, e fazendo certo para alcançar os mesmos objetivos. Então, por isso, acho que eles foram precipitados."

Donald Trump

O veto de imigração e viagens impostos a cidadãos de sete países de origem muçulmana vem sendo alvo de protestos de todos os lados: população, classe artística e até mesmo política. Filiado ao mesmo Partido Republicano de Trump, Schwarzenegger se enquadra nessas três categorias. Assim como, enquanto nascido na Áustria, passou pelo processo burocrático de se tirar um green card. Por isso ele se mostra tão articulado, e fala com propriedade.

"O banimento é insano e faz a gente se sentir estúpido quando a Casa Branca se mostra despreparada em lanças esses decretos", disparou Arnold, para então relativizar: "Ao mesmo tempo, devo dizer que passei por esses mesmos problemas quando fui governador. Você chega lá com uma equipe nova e erros são cometidos. Espero que isso sirva de alerta para eles", disse o astro, de certa forma, dando um conselho.
 

Trump e Arnold

Arnold Schwarzenegger ainda deu um show de esclarecimento em fugir de uma pergunta capciosa, relativa aos protestos do SAG, e dizer que as pessoas têm o poder de escolha sobre onde manifestar suas causas, e observou: "Além do mais, tem muita gente no mundo do entretenimento que gostaria de estar na política. A pergunta é quem tem coragem de fazer isso", disse o astro, argumentando que "no instante que você entra na política, 50% das pessoas imediatamente passam a não gostar de você".

"Acho que os artistas gostam de estar na política, envolvidos na política, e as pessoas em Washington gostam de estar em Hollywood", finalizou Schwarzenegger.

Veja também

 

AdoroCinema
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade