0

Estados da Alemanha planejam permitir festas de Natal de até 10 pessoas

24 nov 2020
09h46
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Os 16 Estados federais da Alemanha planejam permitir festas de Natal e de Ano Novo de até 10 pessoas, oferecendo algum relaxamento das restrições do coronavírus para deixar famílias e amigos comemorarem juntos, mostrou o esboço de uma proposta nesta terça-feira.

Com máscaras de proteção, alemães caminham próximo a árvore de Natal em Berlim
21/11/2020
 REUTERS/Fabrizio Bensch
Com máscaras de proteção, alemães caminham próximo a árvore de Natal em Berlim 21/11/2020 REUTERS/Fabrizio Bensch
Foto: Reuters

Os premiês dos Estados devem debater seus planos com a chanceler, Angela Merkel, na quarta-feira. O prefeito de Berlim, Michael Mueller, disse à televisão ARD que acredita que as medidas combinadas pelos líderes na noite de segunda-feira serão adotadas.

Os premiês de dois Estados também disseram que há um apoio amplo à prorrogação de um "lockdown (nacional) suave" até 20 de dezembro para frear a disseminação da pandemia de Covid-19 para tornar as reuniões familiares possíveis no Natal.

A Alemanha fechou bares, restaurantes e locais de entretenimento por um mês no dia 2 de novembro. Escolas e lojas continuam abertas, e reuniões particulares foram limitadas a um máximo de 10 pessoas de duas casas.

Segundo os novos planos, as reuniões particulares serão limitadas a um máximo de cinco pessoas no período natalino. Além disso, fogos de artifício serão proibidos em locais públicos na véspera de Ano Novo para evitar grandes aglomerações.

"O Natal e outras festividades de final de ano deveriam ser possíveis como comemorações com familiares e amigos mesmo neste ano incomum, embora em escala menor", disse o esboço.

Veja também:

Filhote de panda 'carente' agarra perna de cuidador em zoo coreano
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade