PUBLICIDADE

Chanceler do Irã diz que Israel provavelmente esteve envolvido na morte de cientista iraniano

27 nov 2020 13h18
ver comentários
Publicidade

O ministro das Relações Exteriores do Irã disse que o Israel, arqui-inimigo do Irã, provavelmente esteve envolvido no assassinato do proeminente cientista nuclear iraniano Mohsen Fakhrizadeh nesta sexta-feira, embora não tenha apresentado nenhuma evidência.

Chanceler iraniano, Mohammad Javad Zarif
14/08/2020
Dalati Nohra/Divulgação via REUTERS
Chanceler iraniano, Mohammad Javad Zarif 14/08/2020 Dalati Nohra/Divulgação via REUTERS
Foto: Reuters

"Essa covardia --com sérios indícios do papel israelense - mostra uma provocação desesperada para uma guerra pelos perpetradores", tuitou Mohammad Javad Zarif. "O Irã apela à comunidade internacional --e especialmente à UE-- para acabar com seus vergonhosos padrões duplos e condenar este ato de terrorismo de Estado."

O gabinete do primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, não estava comentando as notícias sobre o ataque, disse um funcionário do gabinete de Netanyahu. O Pentágono também não quis comentar.

(Texto de Parisa Hafezi

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade