PUBLICIDADE

Mundo

Biden reúne personalidades como James Taylor e Steven Spielberg para eventos de arrecadação de fundos

5 dez 2023 - 09h26
Compartilhar
Exibir comentários

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, dará início a uma série de eventos de arrecadação de fundos em dezembro nesta terça-feira que mostrará o poder do Partido Democrata e deverá arrecadar milhões de dólares, de acordo com convites analisados pela Reuters e fontes familiarizadas com o planejamento.

A jornada inclui pelo menos nove eventos de arrecadação de fundos antes do final do mês, começando na terça-feira em Boston, onde Biden realizará três eventos, que serão encerrados com um show noturno de James Taylor.

Na sexta-feira, ele vai para a Califórnia por dois dias, onde encontrará celebridades de Hollywood, como os diretores Stephen Spielberg e Rob Reiner, disseram à Reuters duas fontes familiarizadas com o planejamento.

O evento de sexta-feira em Los Angeles também deve atrair doadores ricos dos mundos jurídico, tecnológico e político para a casa de Michael Smith, um designer de interiores famoso, e seu parceiro James Costos, ex-executivo da HBO que foi embaixador do presidente Barack Obama na Espanha, disseram as fontes.

O músico Lenny Kravitz está programado para se apresentar no evento, disseram as fontes.

"Estamos trabalhando em todo o nosso programa de arrecadação de fundos e esperamos superar novamente o desempenho do campo Maga", disse o porta-voz da campanha de Biden, Kevin Munoz, referindo-se ao movimento atrelado aos apoiadores de Donald Trump, "Make America Great Again" ("Fazer a América Grande Novamente").

Na próxima semana, Biden arrecadará dinheiro na Pensilvânia e em Maryland com os governadores democratas dos respectivos Estados, Josh Shapiro e Wes Moore.

A vice-presidente Kamala Harris e outros membros da campanha, incluindo a governadora de Michigan, Gretchen Whitmer, e o senador Alex Padilla, da Califórnia, bem como a gerente de campanha de Biden, Julie Chávez Rodríguez, também comparecerão a eventos em dezembro.

Biden precisará de recursos para competir em uma eleição geral que pode se apresentar como uma revanche com seu antecessor, o ex-presidente Trump. Pesquisas recentes têm mostrado que o líder do Partido Republicano está à frente de Biden em confrontos hipotéticos em Estados importantes para a disputa e em nível nacional.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Compartilhar
Publicidade
Publicidade