PUBLICIDADE

Ataque no Sudão do Sul deixa 2 freiras mortas; Papa lamenta

17 ago 2021 15h25
| atualizado às 18h40
ver comentários
Publicidade

Duas freiras da Congregação do Sagrado Coração de Jesus e outras três pessoas morreram em uma emboscada feita por homens armados na estrada que liga Juba, capital do Sudão do Sul, a Nimule, na fronteira com Uganda, informaram as autoridades locais.

Papa Francisco lamentou a morte das freiras
Papa Francisco lamentou a morte das freiras
Foto: ANSA / Ansa - Brasil

O atentado ocorreu no último domingo (15), quando as irmãs Mary Abbud e Regina Roba viajavam em um ônibus que foi atacado por um grupo, cuja identidade não foi revelada. Elas, junto com outras freiras e fiéis, voltavam da celebração do centenário da fundação da paróquia de Loa, na Diocese de Torit.

Segundo comunicado do secretário-geral da arquidiocese de Juba, padre Samuel Abe, da Nigéria, várias outras pessoas ficaram feridas.

Hoje (17), o papa Francisco lamentou a morte de Abbud e Roba em um telegrama de condolências enviado ao monsenhor Mark Kadima, da Nunciatura Apostólica do país africano.

No documento, o Pontífice revelou que está "profundamente triste" ao ter conhecimento do "ataque brutal a um grupo de freiras da Congregação do Sagrado Coração, que resultou na morte das irmãs Maria Abud e Regina Roba".

Além disso, Francisco expressou "condolências às suas famílias" e à sua comunidade religiosa, após este "ato de violência sem sentido", confiando que o seu sacrifício vai ajudar "a causa da paz, da reconciliação e da segurança na região".

"Sua santidade reza pelo seu descanso eterno e pelo conforto daqueles que choram suas perdas", finaliza o telegrama assinado pelo secretário de Estado do Vaticano, o cardeal Pietro Parolin, e publicado na Sala de Imprensa da Santa Sé.

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade