2 eventos ao vivo

ONU culpa Coreia do Norte de crimes contra a Humanidade

Relatório apresenta violações em muitos níveis e diz que "não há desculpas para a falta de ação" no país

17 fev 2014
11h18
  • separator
  • comentários

O regime da Coreia do Norte comete crimes contra a Humanidade, como submeter sua popular ao extermínio, à fome e à escravidão, e sua liderança merece ser levada ante um tribunal internacional, afirma um relatório de uma comissão formada pelas Nações Unidas.

Kim Jong-un visita área militar em local não especificado na Coreia do Norte
Kim Jong-un visita área militar em local não especificado na Coreia do Norte
Foto: AFP

"Em muitos níveis, as violações dos direitos humanos encontradas pela comissão constituem crimes contra a Humanidade. Não são meros excessos do Estado; são componentes essenciais de um sistema político que se afasta dos ideais nos quais alega ter sido fundado", afirmou a equipe em um comunicado.

A comissão responsável por este relatório foi constituída em maio de 2013 pelo Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas.

Segundo o chefe da comissão da ONU para a Coreia do Norte, o mundo não pode alegar ignorância como desculpa por sua falha em impedir as violações dos direitos humanos na Coreia do Norte. "No fim da Segunda Guerra Mundial, muitas pessoas disseram: se nós soubéssemos... Agora a comunidade internacional sabe", afirmou Michael Kirby.

"Não há desculpas para a falta de ação porque 'não sabíamos'", acrescentou.

Ainda segundo a comissão, centenas de pessoas poderão ser responsabilizadas pelos crimes cometidos por Pyongyang.

Em uma primeira reação ao documento, os Estados Unidos afirmaram que o relatório mostra "clara e inequivocamente a brutal realidade" dos abusos aos direitos humanos na Coreia do Norte.

A porta-voz adjunta do departamento de Estado, Marie Harf, assinalou que Washington apoia o relatório e pediu que Pyongyang adote "medidas concretas" para melhorar a situação.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
  • separator
  • comentários
publicidade