PUBLICIDADE

Ásia

Índia: policiais são presos após estuprarem jovem por dois meses

20 dez 2013 - 08h53
(atualizado às 09h59)
Compartilhar
Exibir comentários

Cinco policiais foram detidos acusados de estuprar uma jovem de 17 anos durante várias semanas na cidade de Chandigarh, no norte da Índia, informou nesta sexta-feira à agência EFE o delegado Ashish Kapoor. "Cinco agentes foram detidos pelo contínuo estupro de uma jovem de 17 anos há dois meses", disse o delegado.

A menor denunciou que os policiais a abordavam durante seu caminho para o colégio e depois a carregavam para um camburão, onde a estupraram em grupo repetidamente durante várias semanas, de acordo com a fonte.

A família descobriu o crime quando a jovem tentou se suicidar, segundo o canal de televisão NDTV.

A notícia do estupro provocou protestos em Chandigarh, onde manifestantes agrediram os policiais quando eles foram levados para um hospital para fazer exame de corpo de delito.

A emissora NDTV mostrou imagens dos acusados com o rosto coberto e rodeados por uma multidão que tentava golpeá-los.

Em 16 de dezembro de 2013, uma estudante universitária morreu após ser estuprada em Nova Dhéli em um ônibus por um grupo de homens, o que provocou uma onda de protestos na Índia.

Na segunda-feira passada foram realizadas vigílias e encenações teatrais para lembrar a jovem. O caso levou o governo a endurecer as leis contra o estupro no país.

EFE   
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade