0

As palavras emocionadas do ex-presidente George Bush no funeral de seu pai

O ex-presidente republicano descreveu seu pai como um "homem nobre" e "o melhor pai que qualquer filho ou filha poderia ter".

5 dez 2018
20h42
atualizado às 20h48
  • separator
  • comentários

O ex-presidente norte-americano George W. Bush (no poder de 2001 a 2009) estava extremamente emotivo quando discursou no funeral de seu pai - o também ex-presidente George H.W. Bush.

Da esquerda para a direita: os Trumps, os Obamas, os Clintons e os Carters
Da esquerda para a direita: os Trumps, os Obamas, os Clintons e os Carters
Foto: Reuters / BBC News Brasil

"Quando os historiadores escreverem sobre o nosso tempo, dirão que George H.W. Bush foi um grande presidente dos Estados Unidos. Um diplomata de habilidades incomparáveis, um comandante-em-chefe (das Forças Armadas) com feitos formidáveis, e um cavalheiro que executou os deveres do seu cargo com dignidade e honra".

"Em seu discurso de posse, o 41º presidente dos Estados Unidos disse: 'Nós não devemos sonhar apenas em entregar a nossos filhos automóveis maiores e contas bancárias mais gordas. (...) O que nós queremos que os homens e mulheres que trabalham conosco digam quando não estivermos mais aqui? Que nós tínhamos mais vontade de atingir o sucesso do que os outros? Ou que nós nos preocupávamos em saber se uma criança que esteve doente tinha melhorado, que paramos por um instante para oferecer uma palavra amiga?'. Bom, pai, nós vamos te lembrar exatamente por isso, e por muito mais. E vamos sentir falta".

O corpo foi levado por um cortejo militar ao fim da cerimônia
O corpo foi levado por um cortejo militar ao fim da cerimônia
Foto: EPA / BBC News Brasil

"Então, por meio das nossas lágrimas, lembremo-nos da benção que foi te conhecer e te amar, um grande e nobre homem. O melhor pai que um filho ou filha poderia ter (interrompe para chorar). E, em meio ao nosso sofrimento, deixem-nos sorrir ao lembrar que o pai está abraçando Robin (filha morta aos 3 anos de idade, em 1953) outra vez, e segurando a mão de mamãe outra vez".

Todos os ex-presidentes ainda vivos dos EUA compareceram ao funeral, dividindo um mesmo banco na Catedral Nacional de Washington.

Como foi a cerimônia

O evento restrito a convidados ocorreu na Catedral Nacional de Washington, um templo anglicano de estilo neogótico.

Compareceram todos os ex-presidentes americanos vivos - além do atual ocupante do cargo, Donald Trump. Eles estavam acompanhados de suas mulheres.

Também estavam presentes o príncipe de Gales e herdeiro do trono britânico, Charles; a chanceler da Alemanha, Angela Merkel; e o rei da Jordânia, Abdullah II, entre outros.

Herdeiro do trono britânico, o príncipe Charles (centro) compareceu ao funeral
Herdeiro do trono britânico, o príncipe Charles (centro) compareceu ao funeral
Foto: Reuters / BBC News Brasil

Esta quarta-feira (05) foi considerada um dia de luto oficial nos EUA - vários órgãos públicos e bolsas de valores do país ficaram fechadas.

Depois do funeral, o caixão com o corpo de George H.W. Bush - enrolado na bandeira norte-americana - foi levado da catedral por um cortejo militar. O corpo será levado para o Texas, onde ficará exposto ao público até a manhã desta quinta-feira.

Um segundo culto será celebrado antes que o corpo seja levado até a biblioteca presidencial de George H.W. Bush, onde será enterrado.

Jim McGrath, que trabalhou como porta-voz de Bush, disse que o ex-presidente se perguntava se alguém realmente iria ao seu funeral quando ele morresse.

Homenagens

O historiador especializado em presidentes dos EUA Jon Meacham descreve Bush pai como "o último grande soldado-estadista da América", ao narrar o período de serviço de Bush como piloto de caça da Marinha dos EUA na Segunda Guerra. Bush conseguiu sobreviver mesmo depois que seu avião foi abatido sobre o oceano Pacífico.

"A vida dele foi um esforço perene para provar-se digno de ter se salvado naquela manhã distante", diz Meacham.

Milhares de americanos visitaram o local para despedir-se de George H.W. Bush
Milhares de americanos visitaram o local para despedir-se de George H.W. Bush
Foto: EPA / BBC News Brasil

O ex-primeiro ministro do Canadá Brian Mulroney (no poder entre 1984 e 1993) elogiou a forma como Bush pai conduziu os EUA durante a Guerra Fria (o conflito não declarado e indireto entre os EUA e a antiga União Soviética).

"Quando Bush era o presidente dos EUA, todos os chefes de Estado do mundo sabiam que estavam lidando com um gentleman, um líder genuíno, uma pessoa distinta, resoluta e brava", diz ele.

Segundo o ex-senador pelo Wyoming Alan Simpson, Bush tinha um credo simples: "O que nós faríamos sem amigos e sem família?".

Aos 94 anos, Jimmy Carter (esq.) é o presidente mais antigo dos EUA vivo. Na foto, ele cumprimenta a chanceler alemã Angela Merkel
Aos 94 anos, Jimmy Carter (esq.) é o presidente mais antigo dos EUA vivo. Na foto, ele cumprimenta a chanceler alemã Angela Merkel
Foto: EPA / BBC News Brasil

Quem foi Bush pai e qual o seu legado?

George H.W. Bush foi um piloto de caça condecorado durante a Segunda Guerra Mundial. Foi também chefe da CIA, o serviço secreto dos EUA, e vice-presidente sob o republicano Ronald Reagan, antes de ser eleito presidente em 1988.

A prioridade absoluta de seu mandato foi a política externa - ele foi elogiado pela forma como liderou o país durante a Guerra Fria, e por seu desempenho durante a primeira Guerra do Golfo (1990-1991).

Apesar disso, ele foi acusado de negligenciar questões internas dos EUA. Depois de quebrar uma promessa de campanha - a de não aumentar impostos -, acabou derrotado pelo democrata Bill Clinton na disputa presidencial de 1992.

A filha de Donald Trump, Ivanka, compareceu à cerimônia com o marido, Jared Kushner
A filha de Donald Trump, Ivanka, compareceu à cerimônia com o marido, Jared Kushner
Foto: EPA / BBC News Brasil

Ele era descrito por seus colegas em Washington como uma figura que tentava criar pontes entre os dois partidos dos EUA, e tornar o conservadorismo "mais bondoso e gentil".

O presidente atual, Donald Trump, já entrou em conflito com a família Bush no passado - e mesmo sendo republicano, Bush pai disse a um historiador que votou na democrata Hillary Clinton em 2016, quando ela concorreu contra Trump.

O antigo porta-voz de Bush pai na Casa Branca, Marlin Fitzwater, disse à agência de notícias Reuters, antes da cerimônia, que "é importante que nossos presidentes respeitem uns aos outros. Estou feliz com o fato de que Trump estará lá".

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

https://www.youtube.com/watch?v=m6yRLSqabpI

https://www.youtube.com/watch?v=Qu4t6CnDnCs&t=165s

https://www.youtube.com/watch?v=T_yTm_M_qPs

BBC News Brasil BBC News Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da BBC News Brasil.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade