PUBLICIDADE

Funeral de Mandela deve durar ao menos 10 dias; veja programação

CNN divulgou o que seria o planejamento oficial feito antes da morte de Mandela

6 dez 2013 08h52
| atualizado às 09h26
ver comentários
Publicidade

Para a comunidade Xhosa da África do Sul, a morte não é algo que deve ser planejado, mas, no caso de seu mais ilustre filho, não houve como escapar. O ritual da morte de Nelson Mandela já contava com todo um ritual preparado mesmo antes de ele falecer aos 95 anos na quinta-feira. 

O planejamento oficial do Congresso Nacional Africano, partido de Mandela e do atual presidente, Jacob Zuma, prevê um programa de ao menos 10 dias até o funeral. Citando múltiplas fontes, a rede americana CNN detalhou os planos, que combinam tradições ocidentais e Thembu - clã nativo de Mandela. De acordo com o jornal britânico The Guardian, porém, documentos oficiais indicariam que o serviço funerário pode durar até 12 dias. 

Veja abaixo a possível programação:

Dias 1 a 4 
Mandela morreu às 20h50 (horário local) de quinta-feira cercado por familiares, segundo o presidente Zuma. De acordo com a CNN, anciãos do clã Thembu devem ter estado com ele em suas últimas horas ou logo após a sua morte para a cerimônia de "fechamento dos olhos". Após a cerimônia, o seu corpo é levado ao hospital militar em Pretória, onde será embalsamado. 

Dia 5
Nenhum evento público deve acontecer antes do quinto dia, quando milhares de pessoas são esperadas para se despedir de Mandela no estádio FNB, conhecido como Soccer City, em Soweto para um grande serviço funerário. Este foi o local de sua última aparição, antes da final da Copa do Mundo em julho de 2010. 

Mandela demonstrava seu bom humor com sorrisos e dança:
Dias 6 a 8
O corpo de Mandela deve então ser levado e permanecer por três dias na sede do governo sul-africano em Pretória. O primeiro dia de velório será reservado para dignatários. O público terá acesso ao local nos dias 7 e 8. 

Dia 9
Nove dias após a morte de Mandela, um avião militar deve levar seu caixão até Mthatha, principal cidade da província do Cabo Oriental. De lá, ele será levado por líderes Thembu e familiares até o remoto vilarejo de Qunu, onde cresceu. 

Uma vez em casa, os militares devem passar a responsabilidade pelas formalidades oficialmente para a família. A bandeira sul-africana sobre o caixão deve ser substituída por um lençol Xhosa para simbolizar seu retorno para a casa. 

Dia 10
Mandela será enterrado no terreno da casa de sua família em Qunu ao meio-dia, quando o sol estiver em seu ponto mais alto. Milhares de pessoas são esperadas, incluindo chefes de Estado, para o funeral de Estado. 

<a data-cke-saved-href="http://noticias.terra.com.br/mundo/infograficos/nelson-mandela/iframe.htm" href="http://noticias.terra.com.br/mundo/infograficos/nelson-mandela/iframe.htm">veja o infográfico</a>
Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade