PUBLICIDADE

Boko Haram divulga vídeo de decapitação imitando o EI

O presidente da Nigéria disse que o Boko Haram é aliado da Al-Qaeda e do Estado Islâmico, embora a informação não seja confirmada pelo grupo

3 mar 2015
09h11 atualizado às 13h44
0comentários
09h11 atualizado às 13h44
Publicidade
Imagens mostram membros do Boko Haram nigeriano decapitando supostos espiões
Imagens mostram membros do Boko Haram nigeriano decapitando supostos espiões
Foto: Twitter

A facção islâmica nigeriana Boko Haram postou um vídeo supostamente mostrando a decapitação de dois homens, a primeira vez que o grupo usa imagens e técnicas de edição avançadas que fazem lembrar filmagens do Estado Islâmico.

O vídeo, divulgado na segunda-feira, mostra militantes atrás de dois homens, que estão de joelhos e com as mãos amarradas atrás do corpo, com um homem de pé segurando uma faca.

Um dos homens diz para a câmera que eles foram pagos por autoridades para espionar o grupo militante, antes da filmagem mostrar outra cena, já com os corpos decapitados. Não foi possível confirmar a autenticidade ou data das filmagens.

O vídeo vai aumentar preocupações de que o Boko Haram, que se desenvolveu a partir de um movimento clerical no nordeste da Nigéria, esteja expandindo e buscando inspiração de redes militantes globais, incluindo Al Qaeda e Estado Islâmico.

Novos ataques matam 35 na Nigéria:

Os militantes, que mataram milhares e sequestraram centenas na tentativa de criar um estado islâmico em seu país, recentemente intensificaram ataques nas fronteiras com Camarões, Chade e Níger.

O presidente da Nigéria, Goodluck Jonathan, disse que o Boko Haram é aliado da Al-Qaeda e do Estado Islâmico, embora a informação não seja confirmada pelo grupo.

O uso de técnicas gráficas no vídeo do Boko Haram, a filmagem de militantes vestidos de preto com bandeiras pretas, e a edição que mostra somente o resultado da decapitação são particularmente recordativos das filmagens do Estado Islâmico, que tomou grandes partes do Iraque e Síria e matou diversos reféns.

No vídeo, um dos homens diz que vem de Baga, no Estado de Borno, e o outro diz que é de Michika, no Estado de Adamawa, duas áreas onde o Exército disse que reconquistou áreas do Boko Haram.

Vídeos antigos do Boko Haram eram mais crus, geralmente apresentando um homem identificado como o líder Abubajar Shekau, falando mais sobre lutas locais do que globais.

Foto: Arte Terra

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade