0

Morre o ex-deputado federal Luiz Carlos Sigmaringa Seixas

Ex-parlamentar que integrou o MDB, o PSDB e o PT lutava contra um câncer em São Paulo

25 dez 2018
14h38
atualizado às 15h15
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O advogado e ex-deputado federal Luiz Carlos Sigmaringa Seixas morreu na manhã desta terça-feira, aos 74 anos, em São Paulo. Seixas sofria de câncer e fez um transplante de medula no Hospital Sírio Libanês. Formado em Direito pela Universidade Federal Fluminense (UFF), foi deputado pelo Distrito Federal entre 1987 e 1995 e entre 2003 e 2007.

Antes, se notabilizou pela defesa de estudantes da Universidade de Brasília (UnB) que protestavam contra a ditadura militar e atuou em prol de sindicalistas no período militar (1964-1985). Ele fez parte do MDB, do PSDB e, depois, do PT. O enterro do ex-parlamentar será em Brasília na quarta-feira, 26, a partir das 8h no Cemitério Campo da Esperança. O enterro será às 16h.

Sigmaringa Seixas foi figura de destaque no enfrentamento ao regime militar no DF
Sigmaringa Seixas foi figura de destaque no enfrentamento ao regime militar no DF
Foto: José Varella/ / Divulgação

No Twitter, a presidente nacional do PT e senadora Gleisi Hoffmann (PT), lamentou a morte. "Com tristeza imensa acabei de saber da morte de nosso grande e querido companheiro Sigmaringa Seixas. Lutador incansável pela justiça e pela democracia em nosso País", escreveu.

O senador Romero Jucá, presidente nacional do MDB, se manifestou pela mesma rede social. "Perdemos hoje um lutador pelos direitos individuais e coletivos e um defensor da democracia. Que Deus conforte o coração da família e amigos do deputado Sigmaringa Seixas", afirmou. Também senador, Jorge Viana (PT-AC) afirmou que o Brasil perdeu uma "grande figura humana" que lutava pela Justiça.

O governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg (PSB), elogiou o amigo em suas redes sociais. "Democrata, sempre investiu no diálogo para buscar soluções para o Brasil. Brasília está de luto", disse na publicação. Rollemberg tentou a reeleição este ano, mas foi derrotado pelo advogado Ibaneis Rocha (MDB).

O ex-parlamentar era filho de Antônio Carlos Sigmaringa Seixas, que presidiu a Ordem dos Advogados do Brasil no Distrito Federal (OAB-DF) nos anos 1970.

Veja também:

Filha interrompe entrevista por vídeochamada e vira sensação nas redes
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade